CRÉDITO HABITACIONAL

Caixa aposta em correção atrelada à poupança em nova linha de crédito habitacional

Segundo o banco, são R$ 30 bilhões disponíveis para a linha, que possui taxas entre 3,55% e 3,99%

Carinne Souza*
postado em 25/02/2021 16:43
 (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Caixa Econômica Federal lançou, nesta quinta-feira (25/2), uma nova linha de financiamento habitacional com correção das parcelas atreladas à poupança. Segundo o banco, já são R$ 30 bilhões disponíveis para a linha, que possui taxas entre 3,55% e 3,99%. Percentual varia de acordo com a taxa Selic e possui valores mais baixos que as taxas tradicionais.

"Esperamos usar rapidamente", disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, sobre o montante disponível para a nova linha. Ele ressaltou que, para clientes do banco, os juros são menores (3,55%) e que para quem não possui conta na Caixa, o valor é maior (3,99%). O valor máximo do financiamento é de 80% do valor do imóvel, com um prazo de pagamento de até 35 anos (420 meses). Mas Guimarães disse que "deve haver novidades em algum momento", sobre as condições de contratação da linha.

O rendimento da carteira de poupança equivale a 70% da Selic quando é igual ou menor que 8,5% ao ano; com valor superior a isso, a taxa é de 6,17% ao ano. O saldo em débito na nova modalidade vai ser atualizado pela Taxa Referencial (TR) que, atualmente, está zerada.

O presidente do banco ainda declarou durante live nesta quinta-feira que esse é um momento "importante para a compra de imóveis". "Seja para a compra da casa própria ou financiamento de um apartamento. Além de termos a menor taxa de juros da história, o valor dos imóveis ainda está relativamente baixo", disse Guimarães, completando que o mercado imobiliário ainda não se recuperou da pandemia.

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE