Finanças

BC aumenta limite para transferência eletrônica via Pix

Com a mudança anunciada pelo Banco Central, usuário do novo sistema de pagamento poderá movimentar a mesma a mesma quantidade de dinheiro autorizada via TED. Para compras, passará a valer o limite do cartão de débito.

Fernanda Strickland*
postado em 02/03/2021 22:09
 (crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)
(crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O Banco Central (BC) autorizou correntistas a movimentar mais dinheiro por meio do Pix, sistema de pagamentos que funciona 24 horas por dia. Desde segunda-feira (01/03), o limite do Pix passa a ser igual ao das TEDs (Transferências Eletrônicas Diretas).

Para compras, passará a valer o limite máximo do cartão de débito. Até agora, as instituições financeiras fixavam o teto de envio do Pix com base num percentual do limite diário e mensal para a TED ou para a compra no cartão de débito.

De acordo com o BC, os aumentos de limite do Pix estão acompanhados por protocolos de segurança. Para efetuar uma transação com o novo sistema de pagamento, o usuário utiliza senha, identificação biométrica, autenticação de dois fatores e outras medidas preventivas de fraude.


*Estagiária sob supervisão de Carlos Alexandre de Souza 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE