Análise

Brasil tem tudo que investidor quer e tem oferecido bons projetos, diz ministro

Ele acrescentou que o Brasil precisa aproveitar a "liquidez no mundo" e sair à frente, oferecendo bons projetos

Agência Estado
postado em 07/04/2021 13:37
 (crédito: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil/reprodução)
(crédito: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil/reprodução)
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, comemorou o resultado da 6ª rodada de concessão de aeroportos nesta quarta-feira. Os 3 blocos leiloados receberam mais de uma proposta, com altos níveis de ágio. A Companhia de Participações em Concessões, do grupo CCR, levou os blocos Sul e Central, por R$ 2,1 bilhões e R$ 754 milhões, respectivamente. A Vinci Airports levou o bloco Norte por R$ 420 milhões.
"O Brasil tem tudo o que o investidor quer e tem oferecido bons projetos", disse o ministro após o leilão.
Ele acrescentou que o Brasil precisa aproveitar a "liquidez no mundo" e sair à frente, oferecendo bons projetos. "O Brasil respeita contratos e infraestrutura vai ser a alavanca do País."
O ministro lembrou que serão oferecidos, nesta semana, 28 projetos na chamada Infra Week. "E teremos 28 sucessos."
Foram leiloados 22 aeroportos em contratos de 30 anos. Os ágios chegaram a 9.156%, no caso do Bloco Central. Outros blocos também tiveram propostas com ágios altos.
"Estamos ampliando a nossa capacidade na região, com forte interesse em expandir o trabalho feito até agora", disse na cerimônia do leilão o presidente da Vinci Airports, Nicolás Notebaert. O ágio do bloco Norte foi de 777%.
 

CONTINUE LENDO SOBRE