Mercado s/a

Correio Braziliense
postado em 08/04/2021 23:16

Locadoras de carros
faturam na crise

Enquanto a indústria automotiva enfrenta tempos difíceis, as locadoras circulam pela direção oposta. No ano passado, elas venderam 250 mil veículos seminovos, um acréscimo de 24% em relação a 2019, quando negociaram 190 mil unidades. As locadoras também cumprem um papel importante para as montadoras. Em 2020, compraram 360 mil carros zero-quilômetro, o que corresponde a 20% dos automóveis e comerciais leves negociados no ano. O sucesso tem razão de ser: na pandemia, as pessoas trocaram viagens de ônibus e avião pelo carro. As fabricantes, por sua vez, continuam com o pé no freio. Depois do fechamento das plantas em março, algumas unidades retomaram as atividades nesta semana, mas há quem siga parado. É o caso da fábrica da General Motors, em Gravataí (RS). Segundo a empresa, a operação permanecerá paralisada até maio. Faltam componentes para a produção do Onix, carro que liderou o mercado brasileiro durante muito tempo, mas que perdeu o posto por causa da interrupção das linhas.

Google doa R$ 5,5 milhões para projeto de combate à fome

Se as autoridades pouco fazem, as empresas ao menos se mobilizam para combater os efeitos perversos da crise do coronavírus. O Google anunciou a doação de R$ 5,5 milhões à Gerando Falcões, rede de organizações não governamentais que atua nas favelas brasileiras. A iniciativa consiste principalmente no apoio à campanha “corona no paredão, fome não”, que prevê a entrega de cartões com R$ 150 mensais de crédito para a compra de alimentos. Segundo o Google, a intenção é auxiliar 7 mil famílias.

Safra de grãos será recorde

O agronegócio jamais decepciona: a produção brasileira de grãos na safra 2020/2021 chegará a recordistas 273,8 milhões de toneladas, o que significa um avanço de 6,5% na comparação com a temporada anterior. Além do aumento da área plantada, a produtividade também avançou, o que se deve sobretudo ao desenvolvimento tecnológico. Como sempre, o destaque ficou com o bom desempenho da soja e do milho. Os dados foram apresentados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

C&A lança roupa sem gênero

A C&A é a primeira rede de varejo a lançar no Brasil vestidos unissex, uma tendência surgida nos Estados Unidos, mas que começa a se espalhar para diversas partes do mundo. A empresa também pretende trazer ao país, ainda em 2021, sapatos de salto alto que podem ser usados tanto por homens quanto por mulheres. Até pouco tempo atrás, as roupas e acessórios sem gênero estavam restritos ao público de nicho, mas agora começam a aparecer nas vitrines de grandes redes.

» A pandemia trouxe novos desafios para o setor de logística. A necessidade de manter as operações em funcionamento, mesmo que de forma remota, acelerou a transformação digital nas empresas. Nesse cenário, ganham espaço as plataformas tecnológicas que otimizam processos. É o caso da Cobli, logtech de gestão para frotas que utiliza recursos como Internet das Coisas (IoT).


» Em 2021, a Cobli vai investir R$ 21 milhões em tecnologias de big data e IoT. A ideia é montar um ecossistema logístico integrado com parceiros de combustível, pedágio, manutenção e seguros, conectando os sistemas e municiando as empresas com informações sobre as suas frotas.


» Pioraram as perspectivas para o mercado de trabalho brasileiro. O Indicador Antecedente de Emprego, medido pela Fundação Getulio Vargas, caiu 5,8 pontos em março, chegando a 77,1 pontos — é o menor nível desde agosto de 2020. Segundo a FGV, a queda do índice é resultado, sobretudo, do agravamento da pandemia do coronavírus.


» Os shoppings têm feito de tudo para atrair consumidores. Há alguns dias, o Shopping Cidade São Paulo, localizado numa das regiões mais nobres da capital paulista, lançou o serviço de “personal shopper” por WhatsApp. O profissional auxilia o cliente na escolha de produtos, faz a curadoria de lojas e indica opções
de compras.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE