Europa

Europa: Bolsas fecham na maioria em alta, com dado da Alemanha, NY e BCE no radar

Relatos apontaram que o Banco Central Europeu (BCE) mantém a defesa por acomodação monetária, a fim de apoiar a retomada econômica

Agência Estado
postado em 25/06/2021 13:42
 (crédito: Olivier Matthys / POOL / AFP)
(crédito: Olivier Matthys / POOL / AFP)
Os mercados acionários europeus fecharam em alta nesta sexta-feira, 25. Os índices chegaram a recuar no início do dia, mas ganharam fôlego após um início de pregão positivo em Nova York, depois também de um indicador forte da Alemanha. Além disso, relatos apontaram que o Banco Central Europeu (BCE) mantém a defesa por acomodação monetária, a fim de apoiar a retomada econômica.
O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,13%, em 457,63 pontos. Na comparação semanal, ele avançou 1,23%.
Na agenda de indicadores, o índice GfK de confiança do consumidor subiu de -6,9 em junho a -0,3 em julho, segundo o instituto de mesmo nome. O resultado superou a previsão de -4,0 dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. O GFK nota que o avanço na vacinação apoia a reabertura e possibilita viagens de férias, sustentando o otimismo entre os consumidores.
Ao comentar o dado, a Pantheon avalia que o terceiro trimestre deve ser forte na economia da zona do euro, mas cita a variante delta da covid-19 como um risco. Ela lembra em relatório a alta de casos do vírus no Reino Unido, mesmo com a vacinação no país mais avançada, o que assusta políticos. Ainda assim, a Pantheon acredita que o risco com as variantes não deverá ser um impedimento para a economia ganhar mais fôlego, embora recomende também que os investidores prestem atenção a eventuais solavancos com o noticiário da pandemia.
Na política monetária, a presidente do BCE, Christine Lagarde, disse a líderes da União Europeia que estes devem manter incentivos fiscais, alertando contra a retirada prematura dos estímulos, segundo relato colhido pela agência Bloomberg. Lagarde ainda reiterou que a alta recente na inflação é algo temporário, com as pressões subjacentes sobre os preços contidas.
As bolsas europeias não tiveram sinal único em boa parte do pregão, mas as horas iniciais em geral foram positivas para as ações. Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,37%, em 7.136,07 pontos, com alta semanal de 1,69%.
Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,12%, a 15.607,97 pontos, com avanço de 1,04% na semana. Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 recuou 0,12%, a 6.622,87 pontos. Na comparação semanal, esse índice subiu 0,82%.
O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, registrou alta de 0,35%, para 25.510,50 pontos, com ganho de 1,16% na comparação semanal.
Em Madri, o índice IBEX 35 subiu 0,23%, a 9.095,00 pontos, em alta de 0,71% na semana. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 avançou 0,19%, a 5.087,01 pontos, subindo 0,46% na comparação semanal.
 

CONTINUE LENDO SOBRE