impostos

Bolsonaro critica proposta de reforma tributária: "Foram com muita sede ao pote"

O mandatário diz que a Receita Federal "exagerou" nas propostas de mudança do Imposto de Renda e afirma que, caso haja aumento da carga tributária, será vetado

Ingrid Soares
postado em 20/07/2021 15:42 / atualizado em 20/07/2021 15:42
 (crédito: Evaristo Sá/AFP - 5/5/20)
(crédito: Evaristo Sá/AFP - 5/5/20)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (20/7), que houve um "exagero" na proposta de reforma do Imposto de Renda (IR) enviada pelo governo ao Congresso. O mandatário classificou ainda que a Receita Federal foi "com muita sede ao pote", mas que isso "já está sendo acertado" com o relator Celso Sabino (PSDB-PA). A declaração foi feita à Rádio Itatiaia.

"Houve um exagero por parte da Economia na reforma tributária, já está sendo acertado com o relator. Realmente, a Receita, no meu entender, como é muito conservadora, foi com muita sede ao pote", disse.

Bolsonaro ainda afirmou que, caso haja o aumento da carga tributária, também será vetado. "E eu falei, mesmo sendo projeto meu, se passar no Congresso e chegar para mim aumentando a carga tributária, eu veto. Eu não tenho problema em vetar o que nasceu de mim. Problema nenhum. Agora, o que nós não podemos fazer é aumentar carga tributária no Brasil", defendeu.

Por fim, o presidente afagou o ministro da Economia, Paulo Guedes e destacou que ele também trabalha para que não ocorra aumento de impostos.

"Paulo Guedes sabe do assunto, obviamente, ele é o nosso 'Posto Ipiranga', também trabalha para que, no final das contas, não se aumente a carga tributária no Brasil", concluiu.



 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE