Europa

Bolsas da Europa fecham em alta; Frankfurt renova recorde histórico

A ação da Adidas liderou a alta, com ganho de 1,91%, após concordar em vender a Reebok para o Authentic Brands Group, num negócio de 2,1 bilhões de euros.

Agência Estado
postado em 13/08/2021 14:14 / atualizado em 13/08/2021 14:15
 (crédito: Miguel Schincariol/AFP)
(crédito: Miguel Schincariol/AFP)
As bolsas da Europa fecharam em alta nesta sexta-feira, encerrando a semana com ganhos, apesar da cautela gerada pelo novo avanço do coronavírus ao redor do mundo. O índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne 600 empresas listadas em bolsas de todo o continente, avançou 0,21%, a 475,83 pontos.
"Se os investidores estão preocupados com os casos crescentes da variante delta do coronavírus mundialmente, há pouca evidência de que haja qualquer preocupação indevida, ainda que os mercados na Ásia tenham sido um pouco mais cautelosos", diz o analista da CMC Markets, Michael Hewson.
O destaque deste pregão foi Frankfurt, com o índice DAX superando o patamar de 16.000 pontos pela primeira vez no intraday. No fechamento, o avanço foi de 0,25%, a 15.977,44 pontos. A ação da Adidas liderou a alta, com ganho de 1,91%, após concordar em vender a Reebok para o Authentic Brands Group, num negócio de 2,1 bilhões de euros.
Em Paris, o CAC 40 subiu 0,20%, a 6.896,04 pontos, e esteve próximo de atingir seu próprio recorde, de setembro de 2000. A Bouygues (+3,43%) foi a companhia que mais avançou.
De acordo com a revista francesa Capital, o movimento se deu após uma análise do JPMorgan, que observou que o preço da ação segue 20% abaixo do período pré-covid, sendo uma das mais baratas da Europa. A Ipsen SA, por sua vez, recuou 12,71%, depois de retirar um pedido de registro de medicamento nos Estados Unidos.
O FTSE 100, em Londres, subiu 0,35%, a 7.218,71 pontos. "O índice também conseguiu progredir, atingindo uma nova alta de 18 meses e registrando seu quarto aumento semanal consecutivo, em sua melhor série de ganhos desde novembro passado", afirma Hewson.
Em Milão, o FTSE MIB subiu 0,36%, a 2.6652,56 pontos.
Em Lisboa, o PSI 20 avançou 0,17%, a 5.221,15.
Em Madri, o IBEX 35 teve alta de 0,23%, a 5.221,15.
 

CONTINUE LENDO SOBRE