Economia

Fed: Expectativas de inflação de curto e médio prazos atingem máximas desde 2013

De acordo com a entidade, há elevados níveis de incerteza nas expectativas de consumidores, em especial para o curto e médio prazos.

Agência Estado
postado em 12/10/2021 16:20
 (crédito: John Guccione/Pexels)
(crédito: John Guccione/Pexels)

O Federal Reserve de Nova York afirmou nesta terça-feira, 12, que as expectativas inflacionárias de curto prazo nos Estados Unidos subiram 0,1 ponto porcentual, a 5,3%, enquanto as de médio prazo foram de 4,0% a 4,2% ao ano entre agosto e setembro. As leituras representam os maiores níveis já registrados pelo Centro de Dados Microeconômicos da distrital, que começou a catalogar as informações em 2013.

As expectativas de curto prazo são para o período de um ano à frente, enquanto as de médio prazo, de três anos à frente. Já as de longo prazo, de cinco anos á frente, aparentam estar ancoradas como no período anterior à crise do coronavírus, afirmou o Fed de NY. De acordo com a entidade, há elevados níveis de incerteza nas expectativas de consumidores, em especial para o curto e médio prazos.

Em contraste com as expectativas inflacionárias, a previsão dos consumidores para os preços de commodities e domicílios recuaram em setembro, enquanto a perspectiva para o mercado de trabalho, incluindo salários, melhorou ligeiramente, segundo destacou o Fed de NY.

 

CONTINUE LENDO SOBRE