Combustíveis

Bolsonaro: dividendos da Petrobras são absurdo, não quero lucro alto para União

No final de outubro, Bolsonaro já havia dito que a Petrobras não poderia dar um lucro muito alto, causando impacto negativo no mercado financeiro

Agência Estado
postado em 08/11/2021 13:29
 (crédito: Agência Brasil/Reprodução)
(crédito: Agência Brasil/Reprodução)

Mais uma vez na tentativa de se blindar de críticas sobre a alta dos combustíveis, o presidente Jair Bolsonaro voltou a jogar o problema no colo da Petrobras e a criticar a empresa. "Os dividendos são, no meu entender, absurdos. 31 bilhões de reais em três meses. Eu não quero na parte da União ter esse lucro fantástico", afirmou o chefe do Executivo na manhã desta segunda-feira, 8, em entrevista à rádio Jovem Pan Curitiba

No final de outubro, Bolsonaro já havia dito que a Petrobras não poderia dar um lucro muito alto, causando impacto negativo no mercado financeiro. A petrolífera registrou lucro de R$ 31,14 bilhões no terceiro trimestre deste ano.

O presidente ainda voltou a criticar a política de preços da Petrobras, chamada por ele de equivocada. "Nós somos autossuficientes em petróleo, não justifica isso aí. Não podemos ficar escravizados ao preço lá de fora", afirmou, sobre o alinhamento dos reajustes de preços no Brasil à variação do petróleo no mercado internacional. "Lucro da Petrobras, ao longo dos anos, grande parte vai para acionistas", acrescentou.

CONTINUE LENDO SOBRE