CB FÓRUM LIVE

"A chave para a sustentabilidade é a ciência", afirma secretário do Mapa

Em evento organizado pelo Correio e ABDI sobre o Agro 4.0, Fernando Silveira Camargo comentou que para a evolução da sustentabilidade é necessário a ciência

Fernanda Strickland
postado em 24/11/2021 19:52
 (crédito: youtube/reprodução )
(crédito: youtube/reprodução )

O secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fernando Silveira Camargo, disse que a chave para sustentabilidade e para a conservação é a ciência, e a chave para a tecnologia é a inovação.

Segundo o secretário, o Brasil é uma potência agroambiental porque conserva, “e a gente vai continuar fazendo isso com cada vez mais ciência e com mais inovação”. Camargo conta que passou duas semanas na Cúpula do Clima (COP26), em Glasgow, na Escócia, e que viu que agora realmente foi colocado o livro de regras do Acordo de Paris para funcionar.

“Aí está a importância daquele evento, o maior evento diplomático mundial para o agro brasileiro e pro agro mundo afora. Porque o que se falou foi sustentabilidade. Esse binômio de inovação com sustentabilidade vai ser o binômio dos próximos dez, quinze, vinte, trinta anos, até 2050 certamente, por conta da nossa NDC, dos nossos acordos internacionais, de se tornar um país de emissão zero em 2050.”, diz o secretário.

Aumento da produtividade

Para Camargo, o impacto da tecnologia na agricultura e no meio ambiente é o aumento da produtividade. “A gente precisa aumentar a produtividade e com esses projetos evidenciaram isso na prática. O resultado dos projetos é o aumento da produtividade, na medida que você se irriga melhor, que você gasta menos dinheiro com herbicida, não se gasta tanto dinheiro com irrigação, com fertilização, enfim, tudo isso aumenta a produtividade”, afirmou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE