Gamificação é forte tendência

Correio Braziliense
postado em 03/12/2021 00:01
 (crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

O consultor em Inovação e Gamificação do Sebrae DF, Iuri Costa, destacou a importância de empresas investirem em práticas como a gamificação. Ele ressaltou que essa técnica, incorporada ao mundo dos negócios, estimula os funcionários a agirem de modo mais proativo. "Inovação é resolver o problema de forma antecipada e inteligente", frisou o consultor.

Iuri Costa ressaltou que os brasileiros, apesar da conhecida criatividade, têm dificuldade em desenvolver uma mentalidade inovadora. Ele acredita que esse bloqueio vem de muito cedo, desde a formação escolar. "Precisamos mostrar aos brasileiros que eles não são uma nota na escola. A gente espera a prova para estudar. No mercado corporativo, a gente espera uma ordem para gerar uma motivação interna", lamentou o especialista.

Ele observou que a gamificação é um importante meio de persuasão, utilizado habitualmente no mercado e no mundo corporativo. Costa desfez a ideia de que a gamificação significa apenas um jogo, uma maneira divertida de interagir. "A verdade é que 75% do método é psicologia e 25% é entretenimento", esclareceu. E citou como exemplo as ofertas e promoções especificamente direcionadas ao cliente, a partir dos hábitos individuais de consumo.

O consultor esclareceu que a gamificação constitui um mecanismo para medir ou incentivar comportamentos específicos — ação feita por meio de recompensas. "Hoje tudo é gamificado; milhas aéreas e curtidas em redes sociais são gamificação porque geram um comportamento", descreveu Costa.

Em resposta a uma internauta, Costa disse que a técnica não significa manipulação."Quando você vai pegar um voo e a moça fala: 'passageiros diamante, sigam para embarque imediato', isso é gamificação. A empresa criou um benefício que você pode usufruir por meio de uma troca, sendo a troca o fato de que você provavelmente tem mais pontos ou viaja mais com aquela companhia. Você não pode pressupor que ela está te manipulando para que você compre mais dela, essa é uma decisão sua. Isso é gamificação", resumiu. 

Costa confirmou a importância da conectividade digital, mas lembrou que ela "não acontece apenas online". "O digital potencializa o que você está fazendo", afirmou. O especialista citou um exemplo pessoal. Certa vez, ele foi a um café na cidade, onde havia duas funcionárias. A primeira apenas o cumprimentou. A segunda o atendeu com interesse. "Com a primeira funcionária, eu compraria apenas um café. Mas, por causa da segunda, tomei três cafés e comprei várias trufas", relatou.

Essa realidade é o objeto de trabalho do consultor do Sebrae. Nas palavras do especialista, ele se diz interessado na "padaria do Seu José". "O Sebrae Inova Digital fez ferramentas simples, pro dia a dia, que todo mundo pode usar", contou.

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE