COMBUSTÍVEIS

Bolsonaro atrela preço de combustível à falta de investimento na Petrobras

De acordo com o chefe do Executivo, a redução de verbas à estatal se deu por conta de "roubos" dos governos anteriores

Cristiane Noberto
postado em 06/01/2022 16:10
 (crédito: TV Brasil/Reprodução)
(crédito: TV Brasil/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (6/1) que a redução nos preços dos combustíveis está ligada à falta de investimentos na Petrobras. De acordo com o chefe do Executivo, a redução de verbas à estatal se deu por conta de “roubos” dos governos anteriores.

“Reduzimos R$ 100 bilhões da dívida da Petrobras, pagos no ano passado, que o PT entregou a partidos políticos. A falta de investimentos reflete no reajuste dos combustíveis”, afirmou em entrevista à TV Nova Nordeste.

Segundo Bolsonaro, as refinarias anunciadas na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “não foram para frente” e, nas contas do presidente, renderam um rombo de R$ 90 bilhões.

O presidente ainda voltou a atribuir os preços ao ICMS cobrado por governadores. De acordo com Bolsonaro, o imposto “mais que dobrou” e há uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o ICMS seja único. Contudo, o chefe do Executivo defendeu que existe “um lobby” dos governadores para barrar.

Bolsonaro ainda afirmou que o gás de cozinha também poderia ter uma venda direta, assim como o etanol, que seria um dos fatores que encarecem os combustíveis. Mas, novamente, acusou os governadores de não avançarem com a ideia.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE