Desigualdade de gênero

21% das empresas de capital aberto não têm mulheres na liderança, diz estudo

Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa aponta ainda que entre 5.424 profissionais analisados apenas 14,6% eram mulheres

Victor Correia
postado em 27/04/2022 13:56
 (crédito:  Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(crédito: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)

Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) aponta que a participação das mulheres na liderança de empresas de capital aberto ainda é baixa. Entre as 337 empresas analisadas, 21,1% delas não contam com nenhuma mulher em seus conselhos ou diretorias. 

O estudo Análise da Participação das Mulheres em Conselhos e Diretorias das Empresas de Capital Aberto está na sua segunda edição e foi divulgado em abril. Ele aponta que, de um universo de 5.424 profissionais analisados, apenas 14,3% são mulheres.

"Os resultados demonstram que mulheres em posição de liderança ainda são uma minoria nas organizações", afirma o documento. "Diante desse cenário, verifica-se a necessidade de se engendrar esforços no âmbito das organizações visando à inclusão de mulheres em seus conselhos e diretorias."

Proporção menor do que na população brasileira

A pesquisa aponta também que, entre as empresas analisadas, nenhuma possui um quadro com mais de 50% de mulheres em suas diretorias ou conselhos. A taxa mais alta de ocupação foi verificada em apenas duas das 337 empresas, entre 40,01% e 46,7%. Um teste do Censo 2022, realizado pelo IBGE e divulgado em março, indicou que as mulheres compõem 51,7% da população brasileira.

Segundo os dados do estudo, 61,1% das empresas avaliadas possuem mulheres no conselho de administração: 33,2%, no conselho fiscal; 38,9%, na diretoria; e 4,2%, ocupando de forma cumulativa tanto cargos na diretoria quanto nos conselhos.

A pesquisa utilizou como base os Formulários de Referência (FRE) 2021, entregues pelas empresas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), vinculada ao Ministério da Economia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE