Preço médio da gasolina bate recorde no país

Isabel Dourado*
postado em 28/04/2022 00:01

A gasolina bateu novo recorde, com preço médio, no país, chegando a R$ 7,270 na semana de 17 a 23 de abril, superando em 0,7% o valor da semana anterior, segundo levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Este é o maior patamar desde que o órgão começou a divulgar o levantamento semanal de preços, em 2004.

Em alguns postos da cidade de São Paulo, ontem, a gasolina era vendida a R$ 8,599 o litro. No Distrito Federal, os postos registram filas de carros para abastecer, sobretudo naqueles que oferecem o combustível mais em conta. Nos postos da Petrobras e da Shell do setor de indústrias gráficas, o litro da gasolina comum está sendo vendido a R$ 7,50.

Os valores encontrados em 5.235 postos pesquisados em todo o país variam entre R$ 6,19 e R$ 8,59. Com isso, para encher um tanque de 40 litros, o brasileiro precisa gastar em média R$ 290, quase 24% do salário-mínimo vigente no país.

A bancária aposentada Denise Magdaleno, 54 anos, disse ao Correio que teve que se mudar do Jardim Botânico e alugar um apartamento próximo à escola do filho para tentar driblar o aumento do combustível. "É um absurdo. Eu acho que eles estão querendo que a gasolina chegue ao preço internacional."

O motorista de aplicativo Alexandre Rodrigues, 63, afirmou já não saber o que fazer com a alta da gasolina. "Quando eu comecei a dirigir por aplicativo, a gasolina custava R$ 2,80. Hoje, pago R$ 7,53, como se fosse promoção. Isso é um absurdo", disse.

A disparada do preço da gasolina ocorre em meio à alta dos preços do petróleo no mercado internacional, após a invasão da Ucrânia pela Rússia. A Petrobras leva em conta a cotação do barril de petróleo para precificar o combustível nas refinarias.

O diesel teve alta de 0,2% na semana de 17 a 23 de abril, atingindo média de R$ 6,60 por litro na média do país, com o preço mais alto registrado no Acre, de R$ 7,90. Segundo a ANP, o preço do etanol também subiu em relação à semana anterior, e chegou a média de R$ 5,496 o litro em todo o Brasil.

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE