CORONAVÍRUS

Flamengo tem 27 infectados

Rodrigo Caio, Léo Pereira, Dome e o presidente Landim aumentam a lista. Irredutível, CBF não adiará partida contra o Palmeiras

Correio Braziliense
postado em 23/09/2020 23:51
 (crédito: Alexandre Vidal/Flamengo - 8/8/20)
(crédito: Alexandre Vidal/Flamengo - 8/8/20)

O Flamengo continua contabilizando o prejuízo da viagem ao Equador para a derrota por 5 x 0 contra o Independiente del Valle e a vitória por 2 x 1 sobre o Barcelona de Guayaquil pela fase de grupos da Libertadores. Após sete jogadores não atuarem na última terça-feira e outros quatro por motivos de lesão ou suspensão, o clube revelou, ontem, que mais atletas, membros da comissão técnica e da diretoria testaram positivo para covid-19.

Os zagueiros Rodrigo Caio e Léo Pereira, o lateral-esquerdo Renê, o goleiro Gabriel Batista, os volantes Willian Arão e João Gomes e o meia Everton Ribeiro estão infectados e afastados do elenco. Além deles, o presidente Rodolfo Landim e o vice de futebol Marcos Braz foram diagnosticados com a doença nos exames realizados ontem. Pedro e Thiago Maia tivera resultados negativos.

Por conta disso, o Flamengo pediu o adiamento da partida contra o Palmeiras, domingo, às 16h, em São Paulo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, descartou a mudança de data. “Nós recebemos o pedido ontem à noite (terça-feira), mas o jogo deve acontecer. Quando o clube tem infectados, os jogadores são separados e o time continua jogando. Só adiaria a partida se eles não tivessem a quantidade mínima para entrar em campo, não é o caso”, argumentou o dirigente.

O secretário-geral disse, ainda, que o fato do Goiás ter enfrentado o Palmeiras mesmo após vários atletas testarem positivo para covid-19 pesa para que o pedido de adiamento seja recusado. “Estou apenas adiantando a lógica que a CBF tem adotado. Deve ser aplicada nesse jogo também. Para nós da CBF não tem isso. Goiás, Flamengo, Atlético-MG, Bahia, todos são tratados de forma absolutamente igualitária”, completou.

O Palmeiras havia adiantado que não concordaria com o adiamento. O vice-presidente jurídico rubro-negro criticou os paulistas nas redes sociais: “Não surpreende o Palmeiras ser contra o adiamento. Quer levar vantagem, mesmo com risco pessoal. O que espero é que a CBF analise o tema de forma justa, pensando na saúde de todos e a situação excepcional que foi uma viagem de oito dias com intensidade de contato entre os atletas”, escreveu.

O técnico Domènec Torrent sabe que não terá os seguintes jogadores diagnosticados com covid-19: Gabriel Batista, Rodrigo Caio, Isla, Matheuzinho, Filipe Luís, Renê, Diego, Bruno Henrique, Michael e Vitinho. Além deles, o goleiro Diego Alves e o atacante Gabigol, lesionados, estão em recuperação no departamento médico.

Além dos envolvidos na viagem no Equador, há outro caso curioso: o atacante Lázaro, do sub-20, fez dois testes no domingo, um pela Conmebol e outro pela CBF. No da Conmebol, deu negativo; no da CBF, positivo. O jogador, que aguarda a definição em casa desde o fim de semana, fez exame, ontem, e espera o resultado, hoje.

Os pacientes

» Éverton Ribeiro
» Gomes
» Thuler
» Rodrigo Caio
» Bruno Henrique
» Isla
» Diego
» Filipe Luís
» Michael
» Matheuzinho
» Vitinho
» Gabriel Batista
» Willian Arão
» Léo Pereira
» 2 jogadores não divulgados
» Rodolfo Landim
» Domènec Torrent
» Marcio Tannure (médico)
» Juan (auxiliar)
» Marcos Braz (vice de futebol)
» Dekko Roismann (conselheiro)
» 5 membros da comissão técnica

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação