Brasileirão

Pedro, o homem que não nega gol

Correio Braziliense
postado em 04/10/2020 23:49
 (crédito: lexandre Vidal/Flamengo)
(crédito: lexandre Vidal/Flamengo)

Quem não tem Gabigol ataca com Pedro. Em tempos de eleição no Rio, o centroavante consolidou a candidatura a titular do Flamengo ao marcar pela quarta vez em quatro jogos, ontem, e abrir o caminho para a vitória rubro-negra por 3 x 1 sobre os reservas do

Athletico-PR, no Maracanã, pela 13ª rodada do Brasileirão.

“Quero agradecer a Deus por esta oportunidade. Mais uma vez fazendo um bom jogo, a equipe toda fazendo um bom jogo. Feliz demais por este prêmio, mas este prêmio não é só meu, é de todos os companheiros que me ajudaram para conseguir fazer o gol. Feliz com este momento no Flamengo. Espero evoluir ainda mais para ajudar”, disse o centroavante em entrevista à TV Globo após a partida. Pedro foi eleito pelos comentaristas da emissora o melhor jogador em campo.

Com o resultado, o Flamengo chegou aos 21 pontos e tem um jogo a menos. Falta enfrentar o Goiás. A partida válida pela 11ª rodada foi adiada para 13 de outubro, no Maracanã. A data foi remarcada devido à viagem do time rubro-negro para o Equador, onde enfrentou Independiente del Valle e Barcelona, há duas semanas, pela Libertadores.

Pedro não foi o único cara do jogo. A entrada de Éverton Ribeiro no segundo tempo no lugar de Vitinho mudou o Flamengo. O meia havia sido um dos infectados com covid-19 no retorno rubro-negro do Equador. Recuperado, ficou à disposição apenas para o jogo de ontem. Começou no banco de reservas, entrou no intervalo e transformou um confronto complicado em boa vitória por 3 x 1 sobre o Athletico-PR.

Éverton, que vai reforçar a Seleção nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar contra Bolívia e Peru, coroou a boa apresentação ao fechar a vitória com chute colocado no canto esquerdo de Santos, outro convocado por Tite. Bruno Henrique marcou o segundo em cobrança de pênalti. Renato Kaizer balançou a rede para o Furacão.

Sem Dome e Jordi Guerrero, com covid-19, o Flamengo teve o comando do auxiliar Jordi Gris.

Botafogo e Flu amargam empate

Em jogo equilibrado no Engenhão,Botafogoe Fluminense empataram por 1 x 1, ontem, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol em cada tempo, nenhum dos dois times conseguiu se destacar no clássico carioca. Kevin, em lance confuso dentro da área, marcou contra para abrir o placar e Caio Alexandre empatou na etapa final. O resultado é ruim para ambos, mas pior para oBotafogo, que chegou à marca de 10 partidas sem vencer no Brasileirão. O Flu vai aos 18 pontos. O tricolor vinha de goleada sobre o Coritiba e perdeu a chance de encostar nos líderes.

Galo aumenta liderança em virada de gala sobre o Vasco

 (crédito: Bruno Cantini e Pedro Souza/Agencia Galo/Atletico)
crédito: Bruno Cantini e Pedro Souza/Agencia Galo/Atletico

Bastou um único susto para o Atlético ligar o modo avassalador, ontem, no Mineirão. O Vasco abriu o placar com um golaço de bicicleta de Benítez, mas foi só. A partir daí, um monólogo do alvinegro, com marcação muito forte no campo de ataque e domínio das ações.

Foram quatro gols ainda no primeiro tempo — marcados por Guilherme Arana, Savarino, Guga e Keno —, que ajudaram a construir a goleada por 4 x 1, em duelo válido pela 13ª rodada.

Com a goleada no Mineirão, o Atlético se isola mais na liderança do Brasileirão. O Galo soma 27 pontos, cinco a mais do que o Internacional, vice-líder, mesmo com um jogo a menos que o time gaúcho. O Vasco fica na oitava posição, com 18 pontos.

O atacante Keno festejou o desempenho do Galo. “Fico feliz pelo gol, mas o mais importante é a vitória. Tivemos tranquilidade para virar o jogo. A gente treina desse jeito. É intensidade o tempo todo. Sampaoli exige demais”.

O zagueiro Leandro Castán lamentou a virada relâmpago. “Começamos bem, saímos na frente. Tomamos um gol muito rápido. Em Brasileiro, não tem tempo para lamentar. Ficamos chateados com essa derrota”.

Rodada

Série A

Coritiba 1 x 1 São Paulo

Em mais uma atuação com pouca inspiração e mostrando um futebol sem evolução, o São Paulo ficou no empate por 1 x 1 com o Coritiba, completou sete jogos consecutivos sem vencer e aumentou a pressão sobre o técnico Fernando Diniz. Com o resultado, o tricolor chegou aos 20 pontos e saiu do G-4. O Coxa soma 12 pontos e segue no Z-4. Robson abriu o placar para o Coritiba. Reinaldo igualou o placar.


Goiás 2 x 3 Santos

Embalado pela classificação antecipada para as oitavas de final da Libertadores, o Santos venceu o Goiás de virada, ontem, no estádio da Serrinha, em Goiânia, por 3 x 2, e chegou aos 20 pontos na Série A. Os donos da casa abriram o placar com Vinícius, mas o impossível Marinho comandou a reação. Pará e Marcos Leonardo ampliaram. Victor Andrade diminuiu. O Goiás empatou, mas o gol foi anulado.


Fortaleza 0 x 0 Atlético-GO

Rogério Ceni e Vágner Mancini fazem bons trabalhos à frente do Fortaleza e do Atlético-GO, respectivamente, mas, ontem, decepcionaram em um empate sem gols, no Castelão. Os elencos escassos pesaram. Os dois times tiveram duelos importantes no meio da semana passada. O tricolor iniciou a decisão do Estadual contra o Ceará. O Dragão arrancou empate com o Corinthians, em São Paulo.


Bahia 1 x 2 Sport

O Bahia não consegue sequência de vitória sob a batuta do técnico Mano Menezes. Ontem, o tricolor perdeu para o Sport, por 2 x 1, em Pituaçu. O time chegou a estar perdendo por 2 x 0, gols de Hernane e Marcão Silva. Saldanha descontou no segundo tempo, mas era tarde demais. Em alta desde a chegada de Jair Ventura, o Sport tem 20 pontos e cada vez mais se aproxima do G-4 no Brasileirão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação