BRASILEIRÃO

Jogo estratégico

Líder, São Paulo recebe o segundo colocado Atlético-MG em confronto com jeitão de final. STJD absolve Jorge Sampaoli, que poderá comandar o Galo. Sem Luciano, tricolor aposta em Pablo no ataque

Tulio Kaizer
postado em 16/12/2020 00:49

Belo Horizonte — Atlético e São Paulo fazem um dos jogos mais esperados do Campeonato Brasileiro. O confronto direto de hoje, às 21h30, no Morumbi, pode embolar de vez a briga pela taça. O Galo tenta cortar a vantagem do tricolor para um ponto, enquanto o time paulista pode abrir sete do adversário.

O São Paulo é o líder do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos. O Galo é o vice-líder, com 46. A disputa pode pegar ainda mais fogo em caso de vitória alvinegra no Morumbi. Terceiro colocado, com 45, o Flamengo acompanhará atentamente a partida.

Para colar de vez na liderança, o Atlético terá de quebrar uma longa invencibilidade da equipe paulista. Desde que começou o Campeonato Brasileiro, o São Paulo não perdeu mais no Morumbi. São 17 jogos por Série A, Libertadores, Sul-Americana e Copa do Brasil. Foram 11 vitórias e seis empates, com aproveitamento de 76,4%. No período, o Tricolor fez 36 gols e sofreu 14.

O Atlético tentará melhorar sua marca como visitante no Campeonato Brasileiro. Após a vitória sobre o Athletico-PR, no último sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba, o Galo subiu três posições e passou a ter a quinta melhor campanha jogando fora de casa.

Longe de Belo Horizonte, o time comandado por Jorge Sampaoli soma cinco vitórias, um empate e seis derrotas, com 15 gols marcados e 20 sofridos (aproveitamento de 44,4%).

O Atlético não contará com três jogadores no confronto com o São Paulo. O volante Jair e o atacante Diego Tardelli ainda não estão em condições de jogo. O zagueiro Réver cumprirá suspensão. A tendência é que o zagueiro Gabriel seja mantido na equipe titular. Outra mudança pode ocorrer no meio-campo, com a entrada de Alan Franco no lugar de Matías Zaracho.

O São Paulo tem um desfalque de peso para o confronto. O atacante Luciano sofreu lesão muscular na coxa esquerda e está fora do jogo. Ele tem 12 gols no Campeonato Brasileiro. Pablo é o favorito para assumir a vaga.

STJD
O Atlético terá um reforço importante para a partida de hoje. O técnico argentino Jorge Sampaoli foi julgado nesta terça e absolvido pela 2ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O treinador foi denunciado pela Procuradoria do STJD por ter comparecido ao jogo contra o Flamengo, no Mineirão, em Belo Horizonte, em 8 de novembro, pela 20ª rodada do Brasileirão. Ele estava suspenso. No entendimento da acusação, não poderia ter ido ao local da partida, vencida pelo time mineiro com goleada por 4 x 0.

Flagrado várias vezes pelas câmeras de televisão que transmitiram o duelo, o técnico acompanhou a partida de um camarote do estádio e teria feito uso de telefone celular para se comunicar com o analista de desempenho Diogo Alves, que estava no banco de reservas.

No entanto, por maioria dos votos, os auditores da 2ª Comissão Disciplinar não viram provas concretas para punir o técnico. A Procuradoria anunciou que vai recorrer ao Pleno do STJD, mas o julgamento não tem data marcada. Diogo Alves, assim como Sampaoli, foi denunciado no artigo 258, por assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva O Atlético respondeu por deixar de cumprir ou dificultar o cumprimento do Regulamento Geral da Competição de 2020. Ambos também foram absolvidos.

“Temos de fazer o que vínhamos fazendo antes. Ser um time mais agressivo, que toca a bola mais rápido e se protege melhor”

Fernando Diniz, técnico do São Paulo

“Vai ser muito difícil, é uma equipe muito qualificada, mas sabemos também o nosso valor, o nosso trabalho que é feito no dia a dia dos treinamentos”

Gabriel, zagueiro do Atlético-MG


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE