LIBERTADORES

Alviverde avança com imposição

Prático e eficiente, Palmeiras volta a atuar bem, não dá chance para o Libertad e vence por 3 x 0, no Allianz Parque, carimbando o passaporte para as semifinais do torneio continental

Correio Braziliense
postado em 16/12/2020 00:51

O Palmeiras é o primeiro clube brasileiro na semifinal da Libertadores da América. Com certa tranquilidade, o time alviverde garantiu um lugar entre os quatro melhores times da competição continental ao passar pelo Libertad. Na ida, o duelo com os paraguaios havia terminado empatado por 1 x 1. Ontem, no Allianz Parque, o time alviverde se impôs, dominou toda a partida, e venceu por 3 x 0. Agora, o time paulista apenas espera o vencedor de River Plate ou Nacional para conhecer o adversário por um lugar na final.

Semifinalista pela sétima vez na história, o Palmeiras demonstrou eficiência e soube controlar a partida ao seu modo de jogo. Mantendo a ascensão demonstrada nas partidas sob o comando do técnico Abel Ferreira, o time alviverde tomou a iniciativa logo de cara e criou as melhores oportunidades da partida. Destaque do Libertad na eliminatória, o goleiro Martín Silva evitou diversas boas chegadas dos paulistas, evitando, inclusive, uma derrota ainda maior dos paraguaios.

Após um início de jogo com as equipes se estudando, o Palmeiras arriscou com Gabriel Verón. Aos 13 minutos, o Libertad respondeu com Ferreira, mas Weverton, com a perna esquerda, impediu que o jogo tomasse contornos diferentes. Com o susto, o alviverde iniciou a imposição. Scarpa parou em Martín Silva aos 19. No minuto seguinte, porém, o camisa 14 não desperdiçou. Raphael Veiga começou a jogada, mas parou na marcação. Na sobra, Rony deixou a bola para Scarpa bater colocado e inaugurar o marcador.

Acuado, o Libertad tentou assustar o Palmeiras, mas pecou na hora de chegar próximo à área. Controlado o jogo, o alviverde levou perigo em cabeçada de Viña defendida por Martín Silva. Nos acréscimos, o time paulista chegou novamente, mas o chute rasteiro de Raphael Veiga acabou não levando muito perigo ao gol paraguaio. Melhor em campo, os donos da casa foram para os vestiários com uma boa vantagem e com a nítida impressão de que o segundo tempo reservava ainda mais gols.

Palmeiras amplia
E não foi diferente. Precisando marcar, o Libertad se lançou à frente e deu ainda mais espaço para o Palmeiras. Aos seis, Marcos Rocha cruzou e Vinã ajeitou, mas a zaga tirou o perigo. Dois minutos depois, Gustavo Scarpa cobrou falta e Martín brilhou novamente. Aos 18, o que era complicado ficou ainda pior quando Píris foi expulso por falta dura em Veiga. Na sequência, Gabriel Verón teve duas chances, mas em ambas parou no arqueiro do time paraguaio.

Aos 22, o Palmeiras ampliou. Marcos Rocha deu passe preciso para Rony se jogar de carrinho na bola e desviar para o gol. Querendo mais, o Palmeiras quase aumentou aos 31, quando Martín Silva tirou em cima da linha cabeçada de Willian. No lance seguinte, a zaga alviverde vacilou e Marcos Rocha salvou bom ataque do Libertad. Após o susto, o último golpe. Willian fez cruzamento na medida para Gabriel Menino tocar para as redes e garantir a vaga alviverde.

Eleito melhor jogador da partida, o atacante Rony comemorou o objetivo cumprido pelo alviverde. “Eu estou muito feliz pelo momento que estou vivendo, feliz em ajudar meus companheiros em campo. Agradecer muito minha família pelo apoio, só tenho que agradecer a eles por estar me apoiando. Também a torcida, que nos apoia, nos xinga, mas isso faz parte e fortalece. É agradecer, principalmente”, afirmou.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE