Justiça

Bolsonaro anuncia que governo russo liberou Robson Oliveira

Motorista dos familiares do volante Fernando, ex-Spartak Moscou, estava preso por ter entrado no país europeu com medicamento proibido

Marcos Paulo Lima
postado em 02/05/2021 13:50 / atualizado em 02/05/2021 13:50
Preso desde março de de 2019 na Rússia, Robson retornará ao Brasil na quinta-feira
 -  (crédito: Reprodução)
Preso desde março de de 2019 na Rússia, Robson retornará ao Brasil na quinta-feira - (crédito: Reprodução)

A novela envolvendo Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista dos familiares do volante Fernando, ex-Spartak Moscou, atualmente no Beijing Guoan da China, chegou ao capítulo final. O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nas redes sociais que Robson foi solto pelo governo da Rússia e deverá desembarcar no Brasil na quinta-feira (6/5).

O motorista estava preso havia 25 meses, desde março de 2019. Ele foi acusado de entrar na Rússia com medicamento ilegal. Em dezembro de 2020, a Justiça do país europeu o condenou a três anos de detenção. Como Robson havia cumprido um ano e nove meses, ele terminaria de cumprir a sentença no começo do ano que vem.

Robson desembarcou na Rússia transportando duas caixas de Mytedom 10mg (cloridrato de metadona). O medicamento é vendido legalmente no Brasil sob prescrição. No entanto, na Rússia, a substância é proibida, considerada um tipo de narcótico. A defesa de Robson justificou que a encomenda era para o sogro do volante Fernando, que estava na Rússia e sofre de dores crônicas. Na época, Fernando vestia a camisa do Spartak Moscou.

A situação de Robson virou negociação diplomática entre os governos brasileiro e russo. Uma carta assinada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, no fim de outubro de 2020, pedia a Vladimir Putin perdão a Robson. O documento foi levado a Moscou pessoalmente pelo senador Nelsinho Trad (PSD-MS). Segundo Bolsonaro, o volante Felipe Melo, jogador do Palmeiras, também teve papel fundamental nas negociações.

Neste domingo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou êxito nas conversas com Vladimir Putin. "Depois de uma longa negociação com o governo russo, foi anunciado no dia de hoje a liberdade do Robson, que trabalhava com Fernando no Spartak de Moscou. Eu quero agradecer o governo russo por ter o liberado”, disse Bolsonaro em vídeo no Facebook, ao lado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), do deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ) e do ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França. “É um dia de alegria, de felicidade, e se Deus quiser na próxima quinta-feira receberemos o Robson aqui no Brasil”, completou.

Bolsonaro também falou sobre o medicamento que Robson transportou na bagagem do Brasil à Rússia. "O que Robson transportava era permitido no Brasil, o medicamento. Mas, lá na Rússia, não. O governo russo então seguiu a legislação local. Foram dois anos que o Robson passou detido na Rússia e hoje agradecemos ao presidente (Da Rússia, Vladimir) Putin, ao embaixador russo no Brasil bem como ao nosso embaixador que está na Rússia”, disse.

O presidente também publicou imagens de uma conversa por telefone com Robson. O motorista diz que “a vontade de voltar ao Brasil é muito grande”. Bolsonaro responde: “Estamos torcendo e fazendo o possível para o mais rápido você retornar para cá e voltar à vida normal. Se possível, gostaria de encontrar contigo”, completou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE