CHAMPIONS LEAGUE

City elimina PSG, de Neymar, e espera por Chelsea ou Real

Correio Braziliense
postado em 04/05/2021 23:52
 (crédito: Paul Ellis/AFP)
(crédito: Paul Ellis/AFP)

O Manchester City, que já havia vencido por 2 x 1 no jogo de ida, derrotou o Paris Saint-Germain novamente (2 x 0) ontem e se classificou para a final da Liga dos Campeões no próximo dia 29, em Istambul, na Turquia. É a primeira decisão continentental na história do clube inglês. O argelino Riyad Mahrez foi o autor dos dois gols que deram a vitória aos ingleses.

O Manchester City terá pela frente o vencedor da outra semifinal, entre Chelsea e Real Madrid, que se enfrentam hoje, às 16h, no Stamford Bridge, em Londres, após empatarem por 1 x 1 no jogo de ida, na capital espanhola. Campeões em 2012, os Blues têm a vantagem do empate por 0 x 0. O time merengue é obrigado a vencer. Igualdade a partir de 2 x 2 também serve. Novo 1 x 1 forçará prorrogação. Persistindo, pênaltis. A TNT Sports transmitirá o jogo.

O jogador da seleção argelina, nascido na periferia de Paris, foi o protagonista da partida. Mahrez marcou seu primeiro gol aproveitando um rebote de um zagueiro e o segundo finalizando em um contra-ataque repentino, quando o PSG se lançava ao ataque.

O técnico Pep Guardiola volta à final da principal competição europeia de clubes após as duas conquistas com o Barcelona nas temporada de 2009 e de 2011. O PSG sentiu falta de seu astro, Mbappé, que permaneceu no banco depois de não ter se recuperado de dores musculares na perna direita.

Neymar, que na véspera havia prometido morrer em campo pela vaga, teve atuação discreta e mais uma vez mostrou descontrole dentro de campo. Depois do jogo, internautras “mataram” Neymar com memes nas redes sociais.

Um dos poucos a falar, Marquinhos, capitão do PSG, lamentou a eliminação.“Demos tudo e começamos bem, mas sabemos que neste tipo de jogo os pequenos detalhes fazem a diferença”, afirmou à emissora RMC Sport. “Pressionamos bem, mas o segundo gol nos matou. O Manchester City é uma equipe de alto nível que sabe como manter a bola muito bem”, acrescentou.

Ander Herrera questionou a conduta do árbitro Bjorn Kuipers em relação a alguns companheiros de equipe. “Fala-se de respeito pelos árbitros, mas ele disse para o (Leandro) Paredes ‘Vai à m...!’. Se dissermos algo parecido, somos suspensos por três ou quatro jogos de suspensão”, revelou. Marco Verratti também reclamou. “Ele também me disse ‘F...-se’. Se eu disser, serei afastado por 10 partidas", declarou o jogador.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE