CANDANGATE

Rota da ilegalidade

Documentos obtidos pelo Correio mostram quantos jogos, quais e desde quando o Candangão é alvo da manipulação de resultados. Placares contaminados na capital eram vendidos para apostadores asiáticos

Marcos Paulo Lima
postado em 07/06/2021 23:00
 (crédito: Alan Rones/Ceilandia Esporte Clube - 10/4/21)
(crédito: Alan Rones/Ceilandia Esporte Clube - 10/4/21)

O Candangão terminou em 15 de maio dentro das quatro linhas com o título do Brasiliense por 1 x 0 contra o Ceilândia na final, mas continua pulsando no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e no Tribunal de Justiça Desportiva do Distrito Federal (TJD-DF).

Relatórios obtidos com exclusividade pelo Correio revelam quantos e quais jogos do Candangão podem ter sido manipulados não somente neste ano, mas desde 2019, por uma máfia de apostadores. Os investigados sumiram do mapa do DF e Entorno depois da denúncia feita em 16 de abril no Blog Drible de Corpo, na série de reportagens do Correio. Itinerantes, trocaram de endereço e atuam em times de fora da capital na disputa da Série D.

Em 30 de abril, o Correio revelou que a Sportradar — serviço de integridade parceira da Fifa, Comitê Olímpico Internacional (COI), Conmebol, Uefa, CBF, Federação Paulista de Futebol, das federações internacionais de tênis, automobilismo, motovelocidade, rúgbi, críquete, hóquei no gelo e de ligas norte-americanas badaladas como NBA e MLB — detectou padrões suspeitos no volume de apostas e pagamentos na primeira fase do Candangão.

Os documentos obtidos pela reportagem apontam certeza de que pelo menos nove jogos estão na mira desde 2019. Quatro deles na edição de 2021 do Candangão. Todos na primeira fase. Duas são definidas como certeza: a goleada do Ceilândia por 8 x 1 sobre o Samambaia, em 10 de abril; e a derrota do Formosa por 5 x 2 para o Taguatinga, em 27 de fevereiro.

Um dos documentos chega a chamar o Formosa de “cúmplice” do resultado contra o Taguatinga. Quanto à vitória do Ceilândia, avalia: “Existe evidência clara de que o curso ou o resultado da partida foi manipulado ilegalmente”.

Outros dois duelos analisados com lupa pela multinacional com sede na Suíça indicam elementos de suspeita em torno da atividade de jogo. Há fortes suspeitas na derrota do Formosa por 6 x 1 para o Samambaia, em 2 de abril; e quanto ao revés também do Samambaia, outro alvo das investigações, de 3 x 0 diante do Santa Maria. Este último jogo, inclusive, chamou a atenção do mercado de apostas do outro lado do mundo.

“Três grandes casas de apostas asiáticas tomaram a incomum decisão de remover prematuramente seus mercados após as fortes apostas para que pelo menos dois gols sejam marcados na partida foram observadas, indicando que eles (casas de apostas) mantiveram preocupações sobre a integridade do jogo”, explica o documento obtido pelo Correio.

A suspeita é de que a engenharia funcionavava assim: informações de resultados combinados do Formosa eram vendidas para apostadores, principalmente, do mercado asiático.

A Sportradar funciona como uma espécie de “Big Brother” das apostas. As casas on-line são vigiadas pelo serviço de integridade. Há um indicador chamado Fraud Detection System. O “alarme” dispara quando detecta discrepâncias nos mercados de apostas e acusa as trapaças.

O quadro ao lado mostra o que cada um dos relatórios diz sobre os jogos que são alvo do MPDFT e do TJD-DF. Ambos apuram. O DF é alvo da máfia de apostadores desde 2019. A Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) teria sido alertada sobre isso. A reportagem tentou contato com o presidente Daniel Vasconcelos, mas o dirigente não atendeu às ligações nem respondeu às mensagens.

O que dizem trechos dos relatórios

Ceilândia 4 x 0 Bolamense
» Quando: 3/2/2019
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Bolamense iria perder o jogo por pelo menos quatro gols.

Gama 1 x 0 Taguatinga
» Quando: 24/3/2019
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Taguatinga iria perder o primeiro tempo. Manipulação parcialmente malsucedida”.

Taguatinga 0 x 2 Sobradinho
» Quando: 16/2/2020
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Sobradinho iria perder, e que ao menos três gols seriam marcados na partida. Manipulação malsucedida.

Ceilândia 1 x 3 Formosa
» Quando: 10/3/2020
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Ceilândia iria perder, e que ao menos três gols seriam marcados na partida.

Sobradinho 0 x 5 Gama
» Quando: 12/8/2020
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Sobradinho iria perder o jogo por pelo menos cinco gols.

Formosa 2 x 5 Taguatinga
» Quando: 27/2/2021
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Bosque Formosa iria perder o jogo por pelo menos três gols.

Formosa 1 x 6 Samambaia
» Quando: 2/4/2021
Houve apostas significativas no pré-jogo para o Samambaia vencer a partida por pelo menos três gols. Observou-se uma preferência muito forte pela marcação de pelo menos três, quatro e cinco gols na partida. As mudanças neste mercado sugeriram um crescimento na expectativa de gols da partida. É importante destacar que quatro dos sete gols marcados neste jogo foram de pênaltis, e três deles foram pênaltis cometidos pelo Formosa. Adicionalmente, o Formosa esteve anteriormente envolvido na manipulação de um jogo disputado no dia 27/2/2021 frente ao Taguatinga.

Samambaia 0 x 3 Santa Maria
» Quando: 7/4/2021
Apostas ao vivo fortes e irregulares em favor da marcação de pelo menos dois gols na partida foram observadas pouco depois do início do segundo tempo (com o placar de 0 x 0). Com efeito, os odds para esse número mínimo de gols a serem marcados começaram a diminuir de forma repentina e ilógica.

Ceilândia 8 x 1 Samambaia
» Quando: 10/4/2021
As apostas evidenciam que os apostadores possuíam informações prévias de que o Samambaia iriaperder o jogo por pelo menos quatro gols, e que ao menos seis gols seriam marcados.

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE