ELIMINATÓRIAS

Nota de repúdio

Seleção divulga "Manifesto de Assunção" contra a condução da realização da Copa América pela Conmebol, diz que não pretendia tornar a discussão política e jogará torneio no Brasil. Estreia será em Brasília

DANILO QUEIROZ MARCOS PAULO LIMA
postado em 09/06/2021 00:57

A promessa foi cumprida. Após dias de suspense e silêncio, os jogadores da Seleção Brasileira manifestaram-se, ontem, sobre a transferência da Copa América para o país. Depois do apito final da vitória sobre o Paraguai, por 2 x 0, os convocados publicaram texto nas redes sociais. Em síntese, fizeram críticas à Conmebol sobre a forma como a competição veio parar no país e não se negaram a disputar o torneio.

Na madrugada de domingo, o Blog Drible de Corpo, do Correio, revelou que fontes da CBF bancavam a participação do Brasil na Copa América sob a batuta de Tite, que não seria demitido. Informava, ainda, que os jogadores fariam manifesto inspirado no velho movimento Bom Senso FC.

Inicialmente, a principal competição de clubes do futebol sul-americano seria realizada em conjunto por Argentina e Colômbia. Os argentinos desistiram devido ao quadro da pandemia de covid-19 no país. No caso colombiano, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) decidiu retirar a Copa América do país devido à convulsão social promovida pela população nas últimas semanas. Os protestos começaram por causa do aumento de impostos.

No Brasil, o torneio será disputado em cinco estádios: Mané Garrincha, em Brasília, Olímpico, em Goiânia, Arena Pantanal, em Cuiabá, Nilton Santos e Maracanã, ambos no Rio de Janeiro. A competição será disputada de 13 de junho a 10 julho. A partida inaugural será entre Brasil e Venezuela, na capital federal. Além da estreia, a cidade receberá sete jogos da Copa América: quatro serão válidos pela primeira fase, enquanto outros três serão na etapa mata-mata.

Nas Eliminatórias, o Brasil segue na liderança isolada. O time do técnico Tite soma 18 pontos, com 100% de aproveitamento. A vitória de ontem, com gols de Neymar, aos três minutos do primeiro tempo, e Lucas Paqueta, aos 47 do segundo, quebrou tabu de 35 anos. O último triunfo brasileiro sobre o Paraguai em Assunção havia ocorrido em 1985. Na ocasião, venceu os paraguaios por 2 x 0, gols de Casagrande e Zico. O desempenho invicto da Seleção alcançou, ainda, outra marca histórica. As seis vitórias seguidas igualaram a campanha inicial do time canarinho na seletiva para a Copa do Mundo do México, em 1970.

A convocação da Seleção para a disputa da Copa América será hoje. O técnico Tite pretende manter os 23 nomes envolvidos na disputa da rodada dupla das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. Somente imprevistos ocasionados por lesões alterarão a lista. Cortado por lesão muscular, Thiago Silva pode voltar ao grupo se estiver recuperado. Neste caso, Rodrigo Caio, em observação por dores no joelho direito, seria cortado.

“Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela realizada tardiamente no Chile ou no Brasil. Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado para sua realização. Somos contra, mas nunca diremos não à Seleção”

Manifesto dos jogadores da Seleção Brasileira

Argentina vacila
Em jogo com público de 10 mil torcedores que tinham de exibir o comprovante de vacinação contra a covid-19 na entrada do Estádio Metropolitano, a Argentina abriu
2 x 0 contra a Colômbia, em Barranquilla, mas cedeu empate por 2 x 2, em Barranquilla. Cristian Romero e Paredes marcaram para os bicampeões mundiais e Muriel e Borja igualaram o placar. Em casa, a Venezuela arrancou 0 x 0 com o Uruguai. Depois de perder para o Brasil na última sexta, o Equador amargou mais um revés, agora diante do Peru, por 2 x 1. Em Santiago, Chile e Bolívia empataram por 1 x 1. Pulgar e Marcelo Moreno marcaram.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE