Campeonato Brasileiro Série D

Em situações opostas, Brasiliense e Gama vão a campo pela Série D do Brasileiro

Na briga por uma vaga à segunda fase do torneio, o Jacaré recebe o Porto Velho. Enquanto o Gama, sem chances de classificação, visita a Aparecidense, em Goiás

VICTOR PARRINI*
postado em 27/08/2021 18:57
 (crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
(crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O futebol candango volta à ação neste final de semana. Em situações totalmente inversas na Série D do Campeonato Brasileiro, Brasiliense e Gama disputam a penúltima rodada do torneio nacional. O Jacaré, que ainda briga por uma vaga à segunda fase, recebe, neste sábado (28/8), às 16h, o Porto Velho, no Estádio Serejão, em Taguatinga. No mesmo dia e horário, o Gama, que não briga por mais nada, apenas cumpre tabela diante da líder Aparecidense, em Goiás.

A mudança de comando técnico deu novas esperanças ao torcedor do Brasiliense. No entanto, a estreia Luan Carlos Neto à beira do gramado não foi das melhores. O Jacaré foi derrotado fora de casa, por 1 x 0, pelo Nova Mutum. A segunda derrota seguida do esquadrão amarelo na Série D acendeu o alerta, pois novos tropeços podem custar a sequência na competição nacional.

No primeiro turno, jogando longe de seus domínios, o Brasiliense jogou bem e venceu o Porto Velho por 3 x 1. Porém, com o passar das rodadas, o desempenho da equipe caiu. De olho nisso, o técnico Luan Carlos disse estar aprimorando os trabalhos do time. “Estamos em busca de um equilíbrio entre o jogo técnico e a valência física. Somos um clube vencedor, com um elenco vencedor e estamos juntando nossas forças para que nossa equipe volte a vencer e conquistar a classificação para ir em busca do principal objetivo dentro da competição, que é o acesso”, disse à assessoria do clube.

De olho na sequência da temporada, na tarde desta sexta-feira (27/8), a diretoria brasiliense informou a chegada de mais um reforço. O nome da vez no Setor de Clubes Sul é o do zagueiro Liel, de 32 anos. Antes de desembarcar no Jacaré, o jogador vestiu a camisa do Ceilândia, onde foi vice-campeão candango e eleito melhor defensor, ao lado de Badhuga.

Sem chances de classificação, Gama cumpre tabela

A fase de grupos do Gama não agrada o seu torcedor. O time chega para a penúltima rodada ainda na vice-lanterna da chave, com apenas nove pontos conquistados e sem chance alguma de avançar na competição. No último final de semana, o alviverde sofreu a 5ª derrota no torneio: 3 x 0 diante do União Rondonópolis, que aumentou o jejum para 12 jogos sem vitórias.

O duelo agora será diante da Aparecidense que, no primeiro turno, empatou sem gols com o time candango. Mesmo sem chances de continuar na briga pelo acesso à Série C, a vitória é importante para elevar a autoestima gamense e, quem sabe, dar uma sobrevida ao técnico Marcelo Caranhato, que não vem conseguindo extrair o melhor dos atletas.

*Estagiário sob supervisão de Marcos Paulo Lima

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE