Eliminatórias

Brasil conta com retorno de Neymar e busca a 10ª vitória consecutiva

Jogo do torneio classificatório para a Copa do Mundo é neste domingo, contra a Colômbia. Atacante do PSG tenta se aproximar da marca de gols de Pelé

Correio Braziliense
postado em 10/10/2021 06:00
 (crédito: Lucas Figueiredo/CBF)
(crédito: Lucas Figueiredo/CBF)

Com Neymar, que retorna após cumprir suspensão diante da Venezuela, a Seleção Brasileira volta a campo pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, hoje, às 18h, em Barranquilla, onde enfrenta a Colômbia. Em caso de nova vitória, seria a 10ª, em 10 partidas disputadas. Este duelo é válido pela quinta rodada, adiada por causa da pandemia de covid-19.

Para Neymar é sempre uma motivação a mais enfrentar a Colômbia após o ocorrido na Copa de 2014, no Brasil, quando o camisa 10 nacional sofreu uma entrada violenta de Zuniga e ficou de fora do restante da competição. O atleta do PSG também aproveita cada partida para tentar se aproximar de Pelé na artilharia da Seleção. A diferença é de apenas oito gols para o Rei do Futebol: 77 x 69.

Neymar se tornará o quinto jogador que mais vestiu a camisa da Seleção Brasileira, com 114 jogos, ultrapassando Pelé e Djalma Santos, que têm 113 partidas cada. O líder é o ex-lateral-direito Cafú, com 150 atuações, seguido por Roberto Carlos (132), Rivellino e Daniel Alves (120 cada).

Apesar de Tite sempre negar a “neymardependência” da Seleção, a verdade é que, com a presença do craque, as opções de ataque e a produção da equipe são sensivelmente maiores. O retorno do camisa 10 deve ajudar o ataque a produzir mais chances de gol, pois o setor sofreu para passar da defesa da Venezuela na última partida e só marcou o gol de empate na metade final do segundo tempo, com a ajuda de algumas substituições na equipe, como as entradas de Raphinha e Antony, que mudaram o ritmo do time e passaram a oferecer mais perigo. No final, virada por 3 x 1.

Outro ponto importante para a Seleção é o fato de que a cada rodada disputada a garantia da vaga é maior. Caso vença, o Brasil alcança 30 pontos, em 10 partidas disputadas, e deixaria a Colômbia, quinta colocada na classificação, com apenas 14 pontos.

Com o panorama atual, os colombianos estão posicionados para disputar a repescagem, com o quinto lugar, mas a rodada poderá ser interessante para o time do técnico Reinaldo Rueda. Uma vitória sobre o Brasil e uma derrota do Uruguai para a Argentina elevariam o selecionado para a quarta colocação na tabela.

Rueda aposta no faro de gols da dupla de ataque formada por Borré e Falcão Garcia para tentar surpreender e impor a primeira derrota para a Seleção Brasileira nestas Eliminatórias.

Tensão
Sobre o rival deste domingo, o técnico Tite lembrou do duelo contra a Colômbia na Copa América, quando o Brasil virou a partida no fim, em um jogo nervoso — com sete cartões amarelos — e com gol do volante Casemiro somente nos acréscimos.

“A grandeza dos jogos Brasil e Colômbia trazem qualidade, competitividade. Último jogo excedeu, mas não é o padrão. Duas equipes com qualidade técnica. Nossa fase é de não estar classificado matematicamente, mas virtualmente, e pode estar matematicamente nesta rodada. Dificuldade é bastante grande, oportunidade para atletas jovens. Fase que estamos, processo que estamos. Dentro desse processo, dar rodagem para esses jovens. Campo fala. Alguns momentos bons, outros momentos irregulares, mas conseguir resultado final, que é muito difícil. Por isso, o reconhecimento”, afirmou.

O treinador brasileiro falou ainda sobre as ausências de jogadores importantes nas duas seleções: Casemiro e o colombiano Cuadrado, da Juventus. “Uma Seleção Brasileira não pode, com todo respeito a todos que ficam fora, e me cobro em relação a isso, tratar de falta. Temos que ter capacidade suficiente e atletas para que possam produzir bem. Serve para o Brasil, para a Colômbia. Tem que dar tranquilidade ao Fabinho, que vai ter sequência”, disse.

“Eu não gosto de usar o termo teste. Mas entendo e coloco como oportunidade. Casemiro não está aqui, mas Fabinho está jogando. Eu fomento esse tipo de competição de forma leal”, finalizou Tite.

 

5ª rodada
Hoje
17h Bolívia x Peru
17h30 Venezuela x Equador
18h Colômbia x Brasil
20h30 Argentina x Uruguai
21h Chile x Paraguai

Argentina pega Uruguai

A Argentina recebe o Uruguai, hoje, às 20h30, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A equipe dirigida por Lionel Scaloni segue invicta e na segunda colocação na tabela de classificação, enquanto a Celeste vive uma situação delicada no torneio.

“Temos que respeitar nosso rival. É preciso controlar e atacar de uma forma diferente. Devemos tomar decisões rápidas, sabendo que esta é uma das partidas mais difíceis, mas que é possível vencer. Conseguir pontos seria muito importante”, avaliou Óscar Tabárez, técnico do Uruguai.

A provável escalação da argentina terá E. Martinez; Montiel, Romero, Otamendi, Acuña; Paredes, Lo Celso; Di Maria, Messi, Papu Gómez; e Correa. O Uruguai deve ir a campo com Muslera; Nandez, Godin, Gimenez, Viña; Valverde, Bentancur, Vecino, De La Cruz; Suarez e Cavani. O meia Arrascaeta e o zagueiro José María Giménez estão lesionados e por isso não jogam.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE