Brasileirão

Com vitória por 3x1, Galo mantém folga na liderança do Brasileirão

Atlético-MG bate Ceará, por 3 x 1, e assegura boa vantagem na primeira colocação da tabela

João Vítor Marques
postado em 10/10/2021 06:00
 (crédito: Pedro Souza/Altetico)
(crédito: Pedro Souza/Altetico)

Belo Horizonte — Foram cinco partidas sem marcar até que o jejum acabasse em grande estilo. Com dois gols na tarde de ontem, o atacante Hulk comandou a vitória do líder Atlético-MG, por 3 x 1, sobre o Ceará, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diego Costa, de volta após se recuperar de lesão na coxa esquerda, entrou no segundo tempo e fez o terceiro no Mineirão. Gabriel Lacerda descontou para os visitantes.

Mesmo sem Nacho Fernández (reserva), os donos da casa tinham a bola, mas enfrentavam dificuldades para levar perigo ao gol do Ceará. Recuado, o time do técnico Tiago Nunes criava pouco. No entanto, só permitia ao adversário finalizações de fora da área, sem grande perigo.

O primeiro lance agudo aconteceu aos 30 minutos, quando Everson fez uma grande defesa para impedir o gol de Vina. Pouco depois, Hulk começou a brilhar. O camisa 7 recebeu lindo lançamento de Jair e, em contra-ataque, bateu de direita na saída de Richard para abrir o placar.

Muitas foram as reclamações cearenses contra a arbitragem. Tiago Nunes foi expulso pela veemência nas críticas.

Confusa, a arbitragem se envolveu em outro lance que gerou contestações. Depois dos 50 minutos, Zaracho fez linda jogada e passou para Jair, que sofreu um pênalti claro — só assinalado com auxílio do VAR. Na cobrança, Hulk, de novo, ampliou: 2 x 0.

A volta para o segundo tempo foi com oportunidades claras mais frequentes. Jair e Dylan (este último de cobertura) quase ampliaram para o Atlético-MG. O Ceará, com Vina e Bruno Pacheco, exigiram grandes defesas de Everson.

Após linda jogada de Nacho, Diego Costa se lançou e meteu a sola na bola para fazer o terceiro gol. Nos acréscimos, Gabriel Lacerda, de cabeça, descontou. Mas nada que diminuísse a festa do líder no Mineirão.

Flamengo vence Fortaleza em seis minutos

 (crédito: Alexandre Vidal/Flamengo)
crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Bastaram seis minutos para o Flamengo mudar totalmente o rumo do jogo contra o Fortaleza, na noite de ontem, e construir uma vitória por 3 x 0 na Arena Castelão, na capital cearense. Os times começaram a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro empatados em pontos, mas o confronto direto pela vice-liderança terminou com vitória do rubro-negro.

O Flamengo ficou mais no campo de ataque durante todo o primeiro tempo, impondo certa intensidade na metade inicial, mas sem a criatividade ofensiva vista em jogos anteriores. O Fortaleza se defendeu bem e até chegou a assustar quando o jogo caminhava para o intervalo, em cabeceio de Pikachu. Os primeiros 45 minutos do duelo ficaram em um empate sonolento sem gols.

O Fortaleza voltou do vestiário dando a entender que iria para cima e até conseguiu duas boas chances logo no primeiro minuto. Mas o time visitante voltou a crescer no jogo e aproveitou um bom momento para liquidar a partida rapidamente.

Aos 15, Andreas Pereira bateu escanteio, o goleiro do Fortaleza saiu mal e Pedro cabeceou para o gol. O segundo veio aos 19. Andreas bateu falta, Felipe Alves espalmou e Michael pegou rebote para fazer 2 x 0. Dois minutos depois, o mesmo Michael apareceu para cabecear no cantinho, aproveitando ótima jogada de Matheuzinho pela direita: 3 x 0 para o Flamengo.

Para complicar ainda mais a situação dos cearenses, o volante Ronald levou cartão vermelho direto por agredir Rodrigo Caio, um minuto após o terceiro gol. Depois da sequência de sete minutos intensos, o jogo deu uma esfriada e caminhou para o apito final sem maiores acontecimentos.

O próximo compromisso do Flamengo será no Maracanã, contra o Juventude, na quarta-feira, às 19h. No mesmo dia, às 20h30, o Fortaleza joga novamente em casa, desta vez contra o Grêmio. Ambos os jogos serão válidos pela 26ª rodada do Brasileirão.

Sport bate Corinthians

O meia Giuliano não poupou palavras para lamentar a fraca atuação do Corinthians na derrota para o Sport, por 1 x 0, ontem, no Recife. Para o jogador, um dos principais reforços da equipe paulista para a temporada, o Corinthians esteve abaixo do esperado em quase todos os fundamentos.

“Ficamos triste pela derrota. Foi um jogo muito abaixo coletivamente e individualmente. O Sport marcou muito baixo, tivemos dificuldade de nos adaptar com o campo, a bola não corria. Não conseguimos criar oportunidades”, declarou o jogador, na saída do gramado.

Sem Willian, poupado, o time paulista demonstrou dificuldades na armação e praticamente não criou chances reais de gol. Do outro lado, a equipe da casa, ameaçada pelo rebaixamento, foi mais eficiente. Numa rara oportunidade, marcou o único gol da partida, com Paulinho Moccelin.

O Corinthians perdeu a chance de entrar no G-4. O time paulista volta a campo na quarta-feira, para receber o Fluminense.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE