FLAMENGUISTA

Pai escreve carta à escola do filho reclamando de formatura no dia da Libertadores

O texto foi divulgado em forma de carta aberta. Anderson Martins, que é torcedor do Flamengo, acredita que a atitude é um "disparate"

Camilla Germano
postado em 09/11/2021 19:35 / atualizado em 09/11/2021 19:37
 (crédito: Alexandre Vidal/Flamengo)
(crédito: Alexandre Vidal/Flamengo)

No último sábado (6/11), o morador de Brasília Anderson Martins, por meio de suas redes sociais, divulgou uma carta enviada por ele à escola de seu filho, na qual ele critica a decisão de marcar a formatura da turma no mesmo dia da final da Taça Libertadores da América - disputada entre Flamengo e Palmeiras no dia 27 de novembro. "Mandei essa carta aberta à escola do meu filho... Isso aqui é Flamengo!". A escola em questão é o Colégio Liceu, localizado na cidade de Vicente Pires no Distrito Federal.

No texto, o pai do aluno diz que não achou termo melhor para descrever seus sentimentos se não "um disparate total", além de anexar uma foto com a definição da palavra disparate. A carta segue descrevendo que a partida não será apenas assistida pelos torcedores dos clubes que disputarão a partida e que é de grande interesse internacional. "São 5 bilhões de pessoas acompanhando o jogo, mas de 100 mil se deslocando para o local da partida entre torcedores, trabalhadores, colaboradores, dirigentes e autoridades", afirmou em um trecho. O texto ressalta ainda a importância do futebol no Brasil.

Ao final, Anderson afirma também que "tem sido um hábito rotineiro dessa escola definir as coisas que envolvem nossos filhos sem a participação dos pais, unilateralmente, mas isso é um assunto para outra discursão", concluiu.

 

O que disse a escola?

Em carta ao G1, o colégio alega que Anderson não entrou em contato com eles, preferindo divulgar o conteúdo nas redes sociais. O texto segue afirmando que a formatura não será no horário dito pelo torcedor. "Cabe destacar aqui que um mero bilhete enviado via agenda escolar do estudante lhe teria poupado o trabalho, pois ao senhor seria sinalizado que o horário da formatura será às 8h30, conforme comunicado enviado no dia 25/10 e informações prestadas na reunião de pais realizada, mas que infelizmente o senhor não compareceu. Tendo em vista que o jogo está marcado para as 17h do mesmo dia, acreditamos que o senhor terá tempo hábil para assistir a ambos os eventos", afirmam.

A reportagem entrou em contato com a escola para questionar alguns pontos citados por Anderson na carta, mas até o fechamento da matéria não obteve resposta. 


Nas redes sociais, muitos aplaudiram a atitude de Anderson e concordam que fariam o mesmo.

 

Além disso, muitos internautas compartilharam histórias parecidas.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE