FIM DE UMA ERA

Sequência de derrotas derruba Óscar Tabárez da seleção uruguaia após 15 anos

Experiente treinador deixa a celeste na sétima colocação nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar. Imprensa do Uruguai cita Diego Aguirre, do Internacional, como favorito para assumir a prancheta

VICTOR PARRINI*
postado em 19/11/2021 18:13
 (crédito: Pablo Porciuncula/AFP       )
(crédito: Pablo Porciuncula/AFP )

O Uruguai se organiza para viver uma nova era meio a crise técnica. Nesta sexta-feira (19/11), a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) informou a demissão do técnico Óscar Tabárez do comando da seleção nacional. A decisão também impactou todos os outros membros da comissão técnica celeste.

Experiente, Óscar Tabárez foi desligado após 15 anos e oito meses de prestação de serviços. O “Maestro” retornou ao comando celeste em 2006. Aos 74 anos, ele é o técnico que mais dirigiu uma única seleção em Copas do Mundo (1990, 2010, 2014 e 2018). Ao todo, o treinador liderou o Uruguai em 226 jogos, com 109 vitórias, 57 empates e 60 derrotas.

O grande motivo para o fim da história entre Tabárez e a seleção uruguaia se dá pela crise técnica e sequência de resultados negativos nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. Hoje, a bicampeã mundial ocupa a sétima colocação na tabela, com 16 pontos, fora até mesmo da zona de repescagem por vaga ao torneio.

Mesmo com Suárez e Cavani, o Uruguai está há quatro partidas sem vitórias. A última delas foi em 9 de setembro, no 1 x 0 sobre o Equador, pela 10ª rodada das Eliminatórias. De lá pra cá, a celeste olímpica sofreu goleadas para Brasil (4 x 1) , Argentina (3 x 0) e Bolívia (3 x 0).

Em nota a AUF informo que foi uma “"difícil decisão em virtude das atuais circunstâncias”.

"Expressamos enfaticamente que esta decisão não implica ignorar a importante contribuição de Tabárez ao futebol uruguaio. Saudamos e reconhecemos as fundamentais conquistas esportivas obtidas nestes 15 anos, que colocaram novamente o Uruguai nos primeiros lugares do futebol mundial", diz trecho do comunicado.

Sem Tabárez, a imprensa uruguaia coloca Diego Aguirre, técnico do Internacional, como principal candidato a assumir a prancheta celeste. Segundo o portal ge.globo, o Colorado monitora a situação, enquanto Aguirre afirma estar com foco no clube gaúcho.

O Uruguai volta a campo somente em 2022, quando encara o Paraguai, em partida prevista para 27 de janeiro.

*Estagiário sob supervisão de Marcos Paulo Lima 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE