VÔLEI

Brasília dá adeus ao ano velho com vitória

Júlia Mano*
postado em 18/12/2021 00:01
 (crédito: @guerreirofotografia)
(crédito: @guerreirofotografia)

A equipe feminina do Brasília Vôlei batalhou para vencer o Country Club Valinhos por 3 sets a 2, ontem, no Ginásio Sesi Taguatinga. A partida foi o último compromisso do ano do time da capital federal e do primeiro turno da fase classificatória da Superliga Feminina 2021/22. As comandadas pelo técnico Rogério Portela retornam às quadras em 7 de janeiro.

A partida foi eletrizante e pegada no Ginásio do Sesi Taguatinga. Ambas as equipes não cederam em nenhum momento e brigaram pela vitória até o último ponto do tie-break. No entanto, o Brasília Vôlei conseguiu se organizar e se encontrar nos dois últimos sets, o que foi determinante para o triunfo. O grande nome do lado candango foi Arianne, que marcou 20 pontos, e levou o troféu Viva Vôlei para casa.

A oposta Neneca, do Brasília Vôlei, foi quem abriu o jogo, mas, na sequência, o Valinhos empatou e virou o primeiro set. O time paulista saiu melhor na primeira parcial ao ter um melhor aproveitamento de contra-ataque e dos erros da equipe adversária, além da defesa organizada. Mesmo assim, as brasilienses aproximaram o placar e impediram as visitantes de fechar a parcial em três oportunidades. No entanto, Duda encerrou a briga com largada atrás do paredão candango, 25/21.

O Brasília Vôlei chegou para a segunda parcial com um maior volume de jogo. Assim, o técnico Chicão, do Valinhos, se viu obrigado a pedir tempo para organizar a sua equipe. Foi então que as equipes passaram a derrubar bolas e disputar ponto a ponto de forma igual. Com o equilíbrio em quadra, o triunfo das brasilienses no set saiu de um belo rally, 25/22.

O Valinhos teve uma maior efetividade no ataque do que as candangas, na terceira parcial. Esse fator foi determinante para o time conseguir vencer o set e abrir vantagem na partida, 25/20. No entanto, o Brasília Vôlei conseguiu se recompor no quarto set, furou a desestabilizou a defesa do outro lado da quadra e apresentou um saque mais efetivo, o que impediu a progressão do contra-ataque das adversárias visitantes. O ponto, que empurrou a decisão para o tie-break, foi justamente de um ace, 25/14.

As brasilienses começaram o tie-break com energia para cima e vibraram ponto a ponto conquistados nos primeiros momentos do set decisivo. O time candango abriu vantagem, mas o Valinhos reagiu. Novamente, o jogo ficou ponto a ponto. Com erro de contra-ataque das paulistas, o Brasília Vôlei fechou o ano com chave de ouro, por 15/13.

* Estagiária sob a supervisão
de Marcos Paulo Lima

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE