FLAMENGO

Mister versão 2022

Paulo Sousa paga multa rescisória com a Polônia e é anunciado oficialmente como novo técnico rubro-negro até o final de 2023. Assim como os antecessores no cargo, português chega assombrado por fantasma de Jorge Jesus

Danilo Queiroz
postado em 30/12/2021 00:01
 (crédito: Divulgação/Flamengo)
(crédito: Divulgação/Flamengo)

A busca do Flamengo por um treinador para substituir Renato Gaúcho foi finalizada. Exatamente 30 dias após a demissão do último comandante — período marcado por certeza de alvo europeu para o cargo e flerte de altos e baixos com Jorge Jesus —, o rubro-negro anunciou, de forma oficial, ontem, a chegada de Paulo Sousa. Acertado com o time carioca desde o último domingo, o português arcou com uma multa milionária para se desvincular da seleção da Polônia e fechou contrato com o clube brasileiro até o fim da temporada 2023. A chegada ao Brasil deve ocorrer na próxima semana.

Paulo Sousa será o quarto português e o 13º estrangeiro, de oito países diferentes, a comandar o time. Logo após o clube postar uma foto do treinador ao lado de Rodolfo Landim, presidente rubro-negro, Marcos Braz, vice de futebol, e Bruno Spindel, diretor da pasta, o português mandou o primeiro recado. "Está é uma mensagem para a maior torcida do mundo. Muito orgulho e satisfação de representar um clube com a grandeza incomparável do Flamengo. É hora de trabalharmos muito para darmos alegrias, títulos e aproximar os mais de 40 milhões de torcedores em torno do time. Jogaremos juntos", disse.

Assim com os três antecessores — Domenèc Torrent, Rogério Ceni e Renato Gaúcho —, Paulo Sousa comandará o Flamengo com a sombra de Jorge Jesus rondando o Ninho do Urubu. A pressão, inclusive, deve ser em níveis maiores pelos últimos desdobramentos que deixaram o ídolo dos flamenguistas livre no mercado. Preferido da torcida, o técnico campeão da Libertadores de 2019 com o rubro-negro chegou a conversar com dirigentes, mas não deixou claras suas intenções. Acabou demitido do Benfica logo após o rubro-negro definir o nome do compatriota e, agora, flerta com o Atlético-MG.

O acerto também enfrentou uma guerra de palavras com os poloneses. Ainda sonhando com uma vaga na Copa do Mundo de 2022 via repescagem, os europeus ameaçaram dificultar a saída. Sousa precisou de jogo de cintura e arcou com uma multa de cerca de R$ 2 milhões para quebrar o vínculo de forma unilateral. "Decidimos, por unanimidade, rescindir o contrato com Paulo Sousa. Como parte do acordo, o ex-treinador pagará a indenização", escreveu Cezary Kulesza, presidente da Federação da Polônia, em uma rede social. A quitação do valor e o distrato escancararam o caminho para o Flamengo anunciar o técnico poucas horas depois.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE