COPA DO BRASIL

Distrito Federal esboça ressurgimento

VICTOR PARRINI*
postado em 18/03/2022 00:01

Estagnado na quarta divisão nacional desde 2014, o combalido futebol candango vive um início de 2022 atípico. Acostumado a caminhar aos trancos barrancos, o DF se apega a um fio de esperança na primeira parte da temporada. Representantes locais na Série D, Brasiliense e Ceilândia surpreendem na Copa do Brasil e quebram jejuns da capital no torneio.

Valente, o Ceilândia despachou adversários das duas primeiras divisões nacionais. Diretamente da Série B, o Londrina foi a primeira vítima, na vitória por 2 x 0. O resultado não só garantiu o pulo do Gato Preto, como findou o jejum do DF de 16 partidas sem resultados positivos no torneio — a última havia sido Gama 1 x 0 América-RN, pela primeira fase, em 2016. Como o Brasiliense também se classificou, o desfecho também tirou o fardo candango de 15 anos sem contar com duas equipes na segunda fase.

Embalados, os alvinegros visitaram o Avaí e venceram por 2 x 1, com gol nos minutos finais, que garantiu o clube na terceira fase pela primeira vez em sua história. Finalista do torneio em 2002, o Brasiliense segue no ritmo do vizinho. Após despachar o Humaitá-AC no empate por 2 x 2, o clube amarelo visitou o Globo-RN. O jogo foi duro e a igualdade insistiu até o fim do tempo regulamentar. Coube ao goleiro Sucuri resolver a parada nos pênaltis. O arqueiro defendeu duas cobranças e foi o herói da classificação amarela.

Agora, o quadradinho tem, pela primeira vez em 15 anos, dois representantes além da segunda fase. A última vez foi em 2007, quando Gama e Brasiliense superaram, respectivamente, Vasco e Juventude. Porém, o torneio contava com outro formato. Não existia a terceira fase. O estágio equivalente era as oitavas de final. O Periquito foi eliminado para o Figueirense, enquanto o Jacaré superou o Cruzeiro e seguiu até a semifinal, quando caiu para o Fluminense, campeão naquele ano.

O nível vai aumentar. Além dos 20 classificados, 12 equipes de prestígio entram em cena: os nove classificados à Libertadores (América-MG, Athletico-PR, Atlético-MG, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Palmeiras e Red Bull Bragantino), o Botafogo (campeão da Série B do Brasileiro), além do Bahia (campeão da Copa do Nordeste) e o Remo (campeão da Copa Verde).

Os confrontos da terceira fase serão definidos por sorteio, em 26 de março, às 15h. Os 32 participantes serão divididos em dois potes, conforme o ranking da entidade. Os candangos estão alocados no segundo grupo e enfrentarão os clubes do primeiro, composto por Flamengo, Palmeiras, Atlético-MG, Athletico-PR, Santos, São Paulo, Fluminense, Corinthians, Fortaleza, Bahia, Ceará, Cruzeiro, América-MG, Atlético-GO, Botafogo e Red Bull Bragantino.

*Estagiário sob a supervisão
de Danilo Queiroz

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE