Comissão de frente

Melhores no Brasileirão 2021, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG acumulam bom início de ano. Em São Paulo, Verdão é absoluto e invicto, enquanto Fla, atrás apenas do Flu em aproveitamento, e Galo buscam manutenção da hegemonia

VICTOR PARRINI*
postado em 19/03/2022 00:01

Abram alas, pois a trinca dominante do futebol nacional em 2021 pede passagem novamente na temporada 2022. Detentores dos últimos quatro troféus da Série A do Campeonato Brasileiro, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG justificam o poderio financeiro e mostram quem dita as regras nos três estaduais mais importantes do país. Nas competições que aquecem os motores para a corrida na elite nacional, com largada marcada para 9 e 10 de abril, a trinca de ricaços aumenta, cada vez mais, o ritmo para a disputa dos mata-matas locais e demais competições.

Em São Paulo, o bicampeão consecutivo da América é o líder absoluto e com desempenho primoroso nos clássicos. A confirmação do primeiro lugar geral veio de forma incontestável na vitória, por 2 x 1, sobre o Corinthians. O resultado permite que o Verdão decida em casa a sequência no Paulistão, coroando uma campanha impecável.

Mesmo jogando o estadual mais equilibrado do país, com cinco equipes da Série A e quatro da Série B, o Palmeiras sobra em campo. O técnico Abel Ferreira mantém o desenho de uma equipe sólida defensivamente — a melhor do torneio, vazada apenas duas vezes — e inova o repertório com um sistema agressivo, beneficiando o trio composto por Dudu, Rony e Raphael Veiga. Eles ainda não sabem o que é perder. Em 11 jogos, são nove vitórias e dois empates, com 16 gols marcados. O destaque individual ainda veste a camisa 23. Veiga é o artilheiro da equipe com três bolas na rede e desponta, ainda, como o principal garçom alviverde, com duas assistências.

"A equipe tem muito para trabalhar e crescer. No Brasil se empolga muito, temos de ser humildes e temos muito trabalho a fazer pela frente. Nossa equipe é jovem, tem presente e futuro", ressaltou Abel.

Fazendo a ponte área, o Flamengo ainda é o principal candidato ao poder no Rio de Janeiro. Mesmo atrás do Fluminense em termos de aproveitamento no Campeonato Carioca (84,8%), o rubro-negro começou o ano mostrando que pode voltar a figurar no topo nos principais torneios da temporada. Em início de era, o mister Paulo Sousa está longe das glórias do compatriota Jorge Jesus, mas conduz uma equipe que se fortalece a cada jogo.

Na caçada ao inédito tetracampeonato carioca, a equipe da Gávea coloca as esperanças sobre aquele que conhece bem o caminho até as redes adversárias. Comandando o melhor ataque do Rio (28), Gabriel Barbosa é o artilheiro do torneio, com oito gols, e considerado peça fundamental para a campanha otimista com nove vitórias em 12 jogos, o equivalente a um aproveitamento de 80,5%.

"Há um passado importante (com Jorge Jesus), mas olhando para o que é o passado do Flamengo não é algo que corresponda com o número de vitórias e a grandeza do clube. De toda forma, darei o meu melhor para render e deixar todos satisfeitos. Esse reconhecimento será através de vitórias", apontou Paulo Sousa.

Em Minas Gerais, as joias do Galo puxam a turma que irá às seminais. No topo, Hulk e companhia têm o melhor ataque e a melhor defesa do estado, com oito vitórias, um empate e apenas uma derrota. Os 83,3% de aproveitamento elevam a moral do elenco que dominou o país no ano passado e faturou a Supercopa do Brasil em fevereiro. O técnico argentino Antonio Mohamed não abre de um Atlético-MG ofensivo e quer dar continuidade ao trabalho vitorioso de Cuca. "A Libertadores é o objetivo número do clube, é o que também planejamos. Do hype, já somos candidatos. Então, temos que reafirmar com os fatos. É o papel que temos que enfrentar", disse.

* Estagiário sob a supervisão
de Danilo Queiroz

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE