Europa começa repescagem

Correio Braziliense
postado em 24/03/2022 00:01

Com destaque a luta desesperada de Itália e Portugal, a Europa abre, hoje, a definição pelas vagas restantes do continente na Copa do Mundo do Catar. Quatro jogos das semifinais da repescagem serão disputados às 16h45: os italianos pegam a Macedônia do Norte, os portugueses duelam com Turquia, a Suécia recebe a República Tcheca e País de Gales joga contra a Áustria. Os classificados saem em 90 minutos ou pênaltis, em caso de empate.

Com caminhos cruzados, Portugal e Itália sabem que só um deles estará no Catar, pois, se vencerem, se enfrentam na final por uma das três vagas restantes. Quem passar de Suécia e República Tcheca pegará a Polônia, classificada por WO após a eliminação da Rússia pelos invasão à Ucrânia. Os ucranianos, por sua vez, tiveram seu jogo da semifinal contra a Escócia adiado para 10 de junho. Com isso, saberão de forma antecipada o outro finalista entre País de Gales e Áustria. Como exceção deste último, os confrontos decisivos pela Copa entre os classificados serão na terça-feira.

A briga pela vaga é importante para o astro português Cristiano Ronaldo. Com 37 anos, ele vê no Catar a última oportunidade de disputar um Mundial na vitoriosa carreira. Não é a primeira vez que CR7 se encontra nesta situação, pois passou por ela antes na Eurocopa-2012 e no Mundial-2014. Até agora, sempre foi bem-sucedido nas disputas de repescagem.

"Sabemos que o caminho não será fácil, temos o máximo respeito pelos adversários que vamos enfrentar e que partilham dos mesmos objetivos que nós. Mas, juntos, vamos lutar para colocar Portugal no nosso devido lugar", garantiu o astro português em postagem nas redes sociais.

Na Itália, a meta é evitar um novo pesadelo envolvendo partidas de repescagem. O país caiu na mesma etapa em 2018 e tenta não ficar fora do segundo Mundial consecutivo, algo inédito na história. O perigo para os italianos pode ser um excesso de confiança contra 67ª seleção do ranking da Fifa, que está pela primeira vez na fase prévia de vagas para a Copa do Mundo.

Como lembrança da queda de 2018, nove jogadores que disputaram aquela eliminatória permanecem no time atual: Bonucci, Chiellini, Immobile, Belotti, Verratti, Insigne, Jorginho, Florenzi e Bernardeschi. "Nós que vivemos a experiência há quatro anos teremos mais lucidez para controlar melhor as emoções", garantiu Chiellini, que quer jogar o Mundial para encerrar sua carreira na seleção com "chave de ouro".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE