Obituário

Ídolo de Corinthians e Palmeiras, Rincón morre aos 55

Correio Braziliense
postado em 15/04/2022 00:01
 (crédito: Vanderlei Almeida/AFP)
(crédito: Vanderlei Almeida/AFP)

Um gigante com magia nos pés, um dos melhores jogadores da história da Colômbia e um atleta disciplinado e decisivo como poucos: Freddy Rincón protagonizou várias façanhas no futebol internacional. O volante, ídolo por onde passou, morreu na madrugada ao não resistir aos graves ferimentos provocados por um acidente de trânsito. Em 18 anos como profissional, escreveu páginas épicas com a seleção colombiana e com a camisa do Corinthians.

Mesmo com passagens apagadas por Napoli e Real Madrid, o colombiano marcou seu nome no futebol, deixa saudades e lembranças de seu jogo fino e potente. "Nunca quis ser como outro jogador. Por mais estranho que pareça, sempre quis ser Freddy Rincón. E isso porque tudo estava indo muito bem para mim e cada vez jogava melhor." Assim ele mesmo resumiu sua singularidade.

Para o ex-técnico da seleção da Colômbia Jorge Luis Pinto, que o treinou em seus primeiros anos no Santa Fe, Rincón foi antes de tudo um atleta exemplar. "Um homem que nunca se queixou de dores para trabalhar, um homem que se dedicou ao futebol", disse o treinador, à rádio colombiana Caracol. Ele também recorda que chegou a testar Rincón em todas as posições, menos como goleiro.

"Tinha talento e força física também. É verdade que sua condição natural lhe dava uma grande vantagem, mas ele tinha inteligência para aproveitá-la", disse ao canal Win Sports o espanhol Emilio Brutageño, ex-jogador e dirigente do Real Madrid.

Comoção no Brasil

Dono de um estilo que reunia força e técnica, aliado a uma impressionante liderança, Rincón fez sucesso por onde passou em sua carreira de duas décadas no futebol. Talentoso, Freddy Eusebio Gustavo Rincón Valencia iniciou sua carreira jogando pelo Independiente Santa Fé e América de Cali. O volante marcou 17 gols em 84 partidas pela seleção colombiana e disputou as Copas do Mundo de 1990 (Itália), 1994 (Estados Unidos) e 1998 (França). O sucesso chamou a atenção do Palmeiras, que o contratou em 1994.

Rincón fez história no Corinthians e conseguiu algo raro: ser idolatrado pelas duas grandes torcidas de São Paulo. Em sua conta no Twitter, o alvinegro lamentou a morte do ex-jogador. "É com muita tristeza que nos despedimos de um grande ídolo. Nosso capitão no primeiro titulo mundial, Freddy Rincón faleceu na madrugada desta quinta-feira. Eternamente em nossos corações."

Também pelas redes sociais, o Palmeiras homenageou seu ex-jogador com um vídeo de algum dos seus melhores momentos pela equipe. "Lamentamos profundamente o falecimento do ex-jogador colombiano Freddy Rincón, campeão pelo Palmeiras e ídolo em seu país. Desejamos muita força aos familiares, amigos e fãs neste momento difícil!"

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE