Galo vence fora e cola na liderança

Correio Braziliense
postado em 18/04/2022 00:01
 (crédito: Pedro Souza/Atlético-MG)
(crédito: Pedro Souza/Atlético-MG)

Atual campeão brasileiro, o Atlético-MG voltou a mostrar força, ontem, ao vencer novamente, desta vez pela segunda rodada do Brasileirão. Jogando na Arena da Baixada, em Curitiba, a equipe mineira derrotou o Athletico-PR, por 1 x 0, com belo gol marcado por Matías Zaracho.

O Atlético-MG chegou aos mesmos seis pontos do Corinthians, os únicos times com 100% de aproveitamento nas duas primeiras rodadas do torneio. O Athletico-PR, por sua vez, que estreou com derrota para o São Paulo, por 4 x 0, voltou a perder e segue sem pontuar.

Principal destaque do Atlético-MG, o atacante Hulk foi liberado para acompanhar o nascimento da sua filha, o que levou o técnico Antonio Mohamed a apostar em uma dupla de ataque formada por Ademir e Eduardo Sasha. Do outro lado, as novidades ficaram por conta de Marcelo Cirino e Vitinho, apostas de Fábio Carille.

Em campo, o Athletico-PR entrou em campo mordido após ter perdido o título da Copa do Brasil do ano passado justamente para o xará mineiro. Com um esquema mais compacto, marca de Carille, conseguiu segurar o ímpeto do adversário e criou a primeira chance de gol. Vitinho recebeu de Orejuela, ganhou de Mariano e mandou rente à trave.

Exibindo alguns traços característicos do novo treinador, o time paranaense mostrou um diferencial, a marcação pressão. O Athletico-PR tentava apertar a saída de bola do rival. No entanto, não conseguiu tirar o zero do placar.

No segundo tempo, enfim, apareceu o talento dos jogadores do Atlético-MG. Ademir recebeu pela esquerda e tentou cruzar. A bola saiu travada e parou nos pés de Zaracho. Ele dominou a mandou com categoria no ângulo do goleiro Bento, que se esticou todo, mas não conseguiu impedir o gol da equipe alvinegra.

Em vantagem, o Atlético-MG passou a "cozinhar" o adversário. O marasmo irritou o Athletico-PR e o jogo ganhou em tensão. Houve muita reclamação e até discussão, mas nada que atrapalhasse o andamento da partida. Quando o time paranaense foi ganhando volume de jogo, Antonio Mohamed resolveu mexer e dar cara nova ao clube mineiro.

Com novo gás, o time voltou a anular o adversário mesmo fora de casa. O Furacão ficou refém dos lampejos do atacante Pablo. No lance mais perigoso, ele fez o pivô para Marlos, na última tentativa do Athletico, jogar a bola nas mãos do goleiro Éverson.

"Foi um triunfo importante, um campo muito difícil, onde muitas equipes não ganham. Tivemos alguma dificuldade. Depois, a equipe fez um grande jogo e foi justo ganharmos. O time fez um grande esforço, muito ordenado tecnicamente e quero felicitar todos os jogadores", avaliou o técnico Antonio Mohamed.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE