Bianca Reis ganha ouro no Sul-Americano

VICTOR PARRINI*
postado em 05/05/2022 00:01
 (crédito: Beto Noval/COB)
(crédito: Beto Noval/COB)

Brasília é ouro no judô. Ontem, a judoca brasiliense Bianca Reis, de 17 anos, subiu ao tatame dos Jogos Sul-Americanos da Juventude-2022, em Rosário, na Argentina, e voltou a conquistar uma medalha de ouro para o Brasil.

Campeã pan-americana sub-18 e sub-21 na categoria 57kg, a judoca da capital federal enfrentou grandes desafios até subir ao lugar mais alto do pódio. Ela competiu acima de seu peso (63kg) e enfrentou adversárias teoricamente mais fortes. Bianca, porém, não se intimidou e venceu todos os três combates por ippon, sobre a venezuelana Antonella Ludena, a chilena Constanza Pereza, além da peruana Luciana Julca.

"Consegui fazer as coisas que eu estava treinando, tem sempre o que corrigir, vou olhar minhas lutas depois. Mas, consegui botar meu ritmo, meus golpes, fiz lutas boas. Já tinha lutado com a peruana no Pan (no mês passado), não esperava que fosse ser tão rápido, mas foi uma final boa", avaliou a brasiliense.

Bianca Reis e a delegação brasileira retornam ao país na amanhã, quando darão sequência aos treinamentos para as próximas competições.

Em meio à euforia pela conquista de mais um ouro, a brasiliense não terá tempo para baixar a guarda. Ela participará do Mundial Gymnasiade, que ocorrerá entre 14 e 22 de maio, na França. Na sequência, Bianca disputará o circuito europeu sub-18, em Coimbra, Portugal, e depois o sub-21, na Áustria.

"Tenho boa expectativa. Eu não tive mudança de planejamento no treinamento de uma competição para a outra. Apenas reduzo na última semana para evitar o risco de lesão", afirmou na edição de ontem ao Correio sobre a preparação.

Além de Bianca Reis, outros brasileiros conquistaram o ouro nos Jogos Sul-Americanos de Juventude: Mari Hayse Silva (78kg), Matheus Guimarães (81kg) e Jesse James Barbosa (100kg) terminaram o dia invictos. Com os outros ouros conquistados por Ernane Neves (66kg) e Agatha Benedicto (52kg), além da prata de Marcus Ramos (55kg), no primeiro dia, o Brasil confirmou a hegemonia no judô, encerrando a participação com sete medalhas.

* Estagiário sob a supervisão
de Danilo Queiroz

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE