Timão perde pênalti na Colômbia, mas segue líder

Correio Braziliense
postado em 05/05/2022 00:01
 (crédito: Daniel Munoz/AFP)
(crédito: Daniel Munoz/AFP)

VICTOR PARRINI*

O empate foi o suficiente para o Corinthians continuar líder do Grupo E da Libertadores. Ontem, Timão e Deportivo Cali mediram forças e deixaram o placar zerado, no duelo pela 4ª rodada do torneio continental. Para os brasileiros, o empate não foi mau negócio, no confronto com pênaltis desperdiçados para os dois lados.

O ponto somado mantém o alvinegro na ponta da chave, com sete pontos, seguido do Boca Juniors, que chegou aos seis após vitória importante sobre Always Ready, na Bolívia.

Em situação confortável para avançar, o Corinthians dá uma pausa na Libertadores, antes de encarar o Boca Juniors, no dia 17, em La Bombonera, na Argentina. O time de Vitor Pereira vira a chave e inicia a preparação para três compromissos nacionais, diante de Bragantino e Internacional, pelo Brasileiro, e Portuguesa-RJ, pela Copa do Brasil.

O apito inicial parecia que seria uma mera formalidade. A partida começou em ritmo lento e as duas equipes demoraram a engrenar, principalmente o Timão. Com quatro minutos no relógio, Fagner torceu o tornozelo e foi substituído por Piton, que entrou bem. Porém, a primeira grande chance do jogo foi construída pelos donos da casa, somente aos 24, em chute perigoso de Téo Gutiérrez na entrada da área. Cássio se esticou todo e evitou o gol. As respostas corintianas vieram dos pés de Mantuan. Ele teve tudo para tirar o zero do marcador, mas desperdiçou boas oportunidades. A melhor delas, em finalização na pequena área, que saiu por cima.

Na volta do intervalo, o cenário foi outro. O Corinthians quase foi às redes em cabeçada perigosa de Jô. Pelo lado colombiano, a melhor chance veio em cobrança de pênalti de Gutiérrez defendida por Cássio. Na reta final, o Timão teve a chance de conquistar os três pontos, mas teve os planos frustrados após Fábio Santos isolar a bola no primeiro penal desperdiçado por ele desde o retorno.

* Estagiário sob a supervisão
de Danilo Queiroz

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE