Upgrade do clássico

Danilo Queiroz
postado em 07/05/2022 00:01

O clássico de amanhã entre Flamengo e Botafogo, às 11h, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, é válido pela quinta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, fazendo parte apenas do início da história dos dois times na competição nacional. Porém, por obra do destino, o duelo desponta como importante para os dois lados por motivos distintos. No primeiro encontro do confronto entre cariocas na capital federal, tanto o rubro-negro quanto o alvinegro têm razões suficientes para concentrar todas as forças em um resultado positivo.

Na matinê de Dia das Mães, cerca de 55 mil torcedores são esperados para ver o segundo capítulo do upgrade do clássico carioca. Os ingressos estão esgotados. Consolidado como potência nacional há alguns anos, o Flamengo vem cambaleando na temporada e chega em Brasília em princípio de crise provocada por um antigo amor. O jogo contra o Botafogo será o primeiro após as declarações de Jorge Jesus sonhando com um retorno e Paulo Sousa pode ter uma prova de respaldo da diretoria e da torcida rubro-negra. Tudo, porém, também dependerá do resultado em campo.

Mesmo sem ter deslanchado, o Botafogo vem em paz e em lua de mel com a Sociedade Anônima do Futebol (SAF), para o segundo teste de fogo do novo elenco. No primeiro, perdeu sem muita resistência para o Corinthians, no Nilton Santos, na largada do projeto. Se ganhar do rival rubro-negro, ganhará posições na classificação e fôlego para o futuro. Todo reformulado, o time mal lembra o que entrou em campo na última derrota no clássico, em fevereiro, pelo Carioca. Dos 11 titulares daquela ocasião, apenas quatro devem começar amanhã.

A mudança botafoguense na área técnica marcará outro fato inédito no clássico carioca. Atentos à globalização do futebol, Flamengo e Botafogo terão o primeiro confronto comandados por dois técnicos portugueses. Além do rubro-negro Paulo Sousa, o compatriota Luís Castro defenderá as cores do alvinegro. Sob o comando dos misters lusitanos, os dois times do Rio de Janeiro desembarcam hoje no Distrito Federal.

No primeiro confronto em Brasília, os rivais trazem consigo uma identificação com o estádio batizado em homenagem ao ídolo dos dois clubes. O Flamengo vai para o 33º jogo no Mané Garrincha com apenas seis derrotas e dois títulos da Supercopa do Brasil, em 2019 e 2020, conquistados. O Botafogo volta para a 10ª partida na arena candanga com a comemoração de uma Série B, em 2015, e três derrotas. Os motivos dos dois lados são variados, mas cada uma das torcidas terá a certeza de que vera um clássico de muito valor na capital federal.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE