Brasileirão

Timão com a visão do topo

Corinthians vence o Bragantino por 1 x 0, aumenta a sequência de invencibilidade e segue na liderança da Série A

Correio Braziliense
postado em 09/05/2022 00:01

VICTOR PARRINI*

A liderança do Corinthians no Campeonato Brasileiro foi prolongada por mais uma semana. Ontem, o Timão visitou o Bragantino e, mesmo sem uma atuação empolgante, foi eficaz e venceu por 1 x 0. O gol marcado por Renato Augusto no segundo tempo foi o suficiente para manutenção no topo da tabela, com 12 pontos conquistados em cinco rodadas — dois a mais que o segundo colocado, o Santos.

A vitória fora de casa eleva a moral da equipe do Parque São Jorge, pois o Bragantino não perdia em seus domínios desde novembro do ano passado. De lá para cá, foram 14 jogos sem tropeçar diante de seu torcedor. O resultado positivo é importante para a sequência de trabalho alvinegro. Na quarta-feira, o Corinthians tem uma decisão pela frente: recebe a Portuguesa-RJ na Neo Química Arena, às 21h30, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Para avançar às oitavas de final e embolsar os R$ 3 milhões em premiação, somente a vitória interessa ao técnico Vitor Pereira e seus comandados.

Após o apito final, Renato Augusto exaltou a entrega do time e avaliou a importância do resultado longe da capital paulista para a sequência da temporada apertada. "No Corinthians, a gente vive de vitórias e conseguimos o que era o mais importante. É seguir trabalhando. Fizemos um jogo para ganhar e ganhamos", ressaltou o autor do gol. "O importante são os três pontos e ficar na parte de cima da tabela, porque temos outras competições e em algum momento vamos oscilar. Pontuar bem no começo da tabela é importante", analisou ao Premiere.

O primeiro tempo em Bragança Paulista pouco empolgou. Os donos da casa foram quem mais se atiraram ao ataque e, mesmo assim, esbarraram na falta de capricho nas finalizações. Uma das poucas chances do Bragantino na etapa inicial aconteceu aos nove minutos, quando Luan Cândido venceu pelo alto e cabeceou sem o endereço correto. Em ritmo e transições lentas, o Timão tentou responder com o avanço de Mantuan pela direita, mas sem sucesso. No lance seguinte, Róger Guedes recebeu em profundidade, invadiu a área e foi ao chão, pedindo pênalti. O árbitro, porém, interpretou o lance como normal.

Na volta dos vestiários, a conversa dos técnicos surtiu efeito. A partida ganhou mais velocidade e o Bragantino até chegou a criar oportunidades nas primeiras movimentações, a melhor delas, na finalização fraca de Lucas Evangelista. Contudo, foi o Timão quem saiu na frente. O erro na saída de bola do Bragantino possibilitou que Renato Augusto fosse acionado na entrada da área e, mesmo desequilibrado, estufasse a rede no canto direito de Cleiton.

* Estagiário sob a supervisão
de Danilo Queiroz

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE