l

Penúltima convocação de Tite antes da lista final renova chance de pinçar joias capazes de rejuvenescer a Seleção com qualidade para emular modelo da França. Em 2018, a atual campeã tinha elenco de 26 anos turbinado por um fora de série de 19

Marcos Paulo Lima
postado em 11/05/2022 00:01
 (crédito:  Lucas Figueiredo/CBF)
(crédito: Lucas Figueiredo/CBF)

Um dos legados da França na conquista da Copa do Mundo de 2018 é a juventude. Os atuais campeões conquistaram o bi em 2018, na Rússia, ostentando o elenco mais jovem do torneio: 26 anos. Na vitória por 4 x 2 contra a Croácia na final, em Moscou, Didier Deschamps iniciou o duelo com titulares na faixa dos 25,8 anos. A mais nova, em 40 anos, a erguer o caneco. Superou a Argentina de 1978 (25,2 anos). Kylian Mbappé, um dos astros do time, era sub-20. Tinha 19 anos e balançou a rede quatro vezes — uma na decisão do título.

Questionado depois da conquista sobre a ousadia de levar à Copa um elenco novato, Deschamps resumiu: "Temos uma equipe jovem, alguns nunca jogaram Copa do Mundo. Os jogadores hoje estão sendo fortes, muito competitivos. Os mais velhos controlam o time, os mais novos levam alguma loucura para o campo de jogo. É uma mistura boa, uma fórmula que está funcionando", disse o treinador.

Tite fará hoje, às 10h, no Rio, a penúltima convocação da Seleção para amistosos antes do anúncio final dos 23 ou 26 relacionados para embarcar rumo ao Mundial do Qatar, de 21 de novembro e 18 de dezembro. Como diria Deschamps, o elenco tem veteranos como Daniel Alves (39 anos) e Thiago Silva (37) para controlar a equipe. Falta escolher a dedo jovens responsáveis pela dose de loucura em campo.

Candidatos não faltam. Vinicius Junior é nome certo na lista final. Candidato a ser o "Mbappé" do Brasil no Oriente Médio. O atacante jovem, forte, veloz e amigo das redes, como tem provado nesta temporada com a camisa do Real Madrid. Hoje, formaria trio ofensivo com Raphinha (25) e o trintão Neymar. Mas há outros moleques bons de bola de olho na convocação para os amistosos contra Coreia do Sul (2/6), Japão (6/6) e Argentina (11/6).

Medalha de ouro nos Jogos de Tóquio-2020, o ponta Antony, do Ajax, tem 22 anos. Concorrente de Raphinha e Vinicius Junior, o atacante do Ajax não deve ser chamado hoje. Em recuperação de uma lesão no tornozelo, não atua pelo clube holandês desde 20 de março. Tite pode poupá-lo.

Bom para Rodrygo. Protagonista da virada épica do Real Madrid contra o Manchester City, no Santiago Bernabéu, pelas semifinais da Liga dos Campeões, o atacante de 21 anos tem sido utilizado pelo técnico Carlo Ancelotti justamente na direita quando forma trio com Vinicius Junior e Benzema. A série de gols decisivos fortalece a convicção de Tite no nome dele. Além de eliminar o time de Pep Guardiola, a cria do Santos fez o gol da classificação contra o Chelsea nas quartas.

Tabu

O Brasil não leva jogador sub-20 para a Copa desde a presença de Kaká na campanha do penta, em 2002. Não faltou opção. Dunga ignorou Neymar na relação final para a África do Sul. O menino da Vila tinha 18 anos e batia um bolão à época. Aos 22 anos, Robinho era o caçula da turma em 2006. Bernard tinha 21 em 2014. Mesma idade de Gabriel Jesus no sexto lugar do Brasil da Rússia, em 2018.

O tabu de Kaká deve continuar em 2022. Tite curte Gabriel Martinelli, mas o atacante do Arsenal completará 21 anos em junho. Autor de cinco gols e de cinco assistências na temporada 2020/2021, o atacante entrou bem contra a Bolívia, na altitude de La Paz, e acumulou pontos.

A lista de candidatos a novato de Tite na Copa também tem o centroavante Matheus Cunha, do Atlético de Madrid. O medalhista de ouro em Tóquio-2020 agradou, está recuperado de contusão e pode pintar novamente.

Novatos à parte, há expectativa pela presença de jogadores em atividade no país na lista. Raphael Veiga, do Palmeiras, 26, é o favorito. Gabigol, Hulk, Everton Ribeiro correm por fora. O novato Pedro, de 24 anos, seria uma zebra a essa altura do sprint final da corrida por vagas à Copa.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE