Enem

Unicamp cancela ingresso pelo Enem por incompatibilidade de datas

As 639 vagas serão transferidas para o vestibular tradicional da instituição. O prazo para pedir isenção de taxa de inscrição termina nesta sexta-feira (31/7)

Correio Braziliense
postado em 28/07/2020 19:59
 (foto: Unicamp / Reprodução)
(foto: Unicamp / Reprodução)

Em razão de diferenças nos calendários, neste ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), não será aceito para ingresso na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). As 639 vagas oferecidas pelo edital Enem-Unicamp, que equivalem a cerca de 20% das vagas totais de ingresso, serão ofertadas no vestibular tradicional, incluindo as vagas oferecidas para alunos de escolas pública e autodeclarados pretos e pardos.

Segundo o cronograma do Enem, os resultados das provas seriam disponibilizados a partir de 29 de março de 2021, enquanto o calendário da Unicamp prevê o retorno às aulas em 15 de março. Dessa forma, caso o ingresso pelo Enem se mantivesse, os estudantes entrariam com atraso.

Os percentuais de vagas para ações afirmativas de cotas étnico-raciais e para candidatos oriundos de escola pública estão mantidos, assim como o ingresso via Vestibular Indígena e Vagas Olímpicas.

Para onde vão as vagas das vagas do Enem


Das 639 vagas do Enem, 15% da vagas são para escola pública, sendo 10% para estudantes de escola pública e 5% para estudantes de escola pública e autodeclarados pretos e pardos. Outras 10% são destinadas para autodeclarados pretos e pardos, sendo 5% que vieram de escola pública e 5% oriundos de escolas privadas.

Continua depois da publicidade

A destinação das vagas será mantida no Vestibular 2021, que reserva, juntando o percentual anteriormente destinado ao Enem, 25% das vagas para cotas étnico-raciais.


Isenção de taxa


O prazo para pedido de isenção de taxa de inscrição foi reaberto até sexta-feira (31/7). O edital do Vestibular 2021 contemplou 6.680 isenções, e um edital complementar abriu mais 2 mil isenções.

Segundo a instituição, o total de isenções poderá ainda ser ampliado, chegando a cerca de 10 mil, o que dependerá da demanda. O benefício é voltado a estudantes de escolas públicas com renda per capita de ate 1,5 salários mínimos, para optantes dos cursos de Licenciatura e Tecnologia noturnos.

Aplicação do vestibular


Em 2021, o número de locais de prova será maior. A prova será aplicada em 30 municípios de São Paulo. Além disso, ocorre também em capitais de outros estados: Brasília(DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Fortaleza (CE).


A primeira fase ocorre nos dias 6 e 7 de janeiro de 2021. Candidatos aos cursos do segmento de ciências humanas/artes e de exatas/tecnológicas farão a prova no dia 6 de janeiro. Já os candidatos da área de ciências biológicas/saúde farão a prova no dia, 7 de janeiro. A aplicação em dois dias visa evitar aglomeração nas escolas.


A segunda etapa será em: 7 e 8 de fevereiro de 2021, para todos os candidatos.


Inscrições


As inscrições para o Vestibular Unicamp 2021 podem ser realizadas entre 30 de julho e 8 de setembro, pela página da Comvest. A primeira chamada do Vestibular 2021 deve ser divulgada no dia 10 de março e o edital com o calendário completo será publicado em breve.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação