SESI

Ainda sem data prevista, Rede Sesi prepara escolas para a retomada

Mesmo sem defender a retomada das aulas presenciais, a rede divulga protocolos para orientar escolas sobre os cuidados com o retorno dos alunos e professores

Correio Braziliense
postado em 06/08/2020 20:32 / atualizado em 06/08/2020 20:54
 (foto: Sistema Fibra/ Reprodução)
(foto: Sistema Fibra/ Reprodução)

Ainda com altos números de infectados e mortos pela covid-19 no Brasil, a questão de quando retomar as aulas tanto na rede pública quanto particular é recorrente. Várias escolas e redes de ensino se preparam para que a reabertura ocorra da melhor maneira possível. Nessa onda, as escolas do Serviço Social da Indústria (Sesi) de todo o Brasil já são orientadas por meio de protocolo.

Mesmo concordando que o momento ainda é de manter o distanciamento social, a rede se prepara para reabrir com o menor dano possível dentro das unidades escolares. No protocolo divulgado são listadas algumas medidas de profilaxia a serem seguidas.


Cuidados

As diretrizes que constam no protocolo foram produzidas por profissionais de saúde da rede Sesi. Elas têm como base as orientações de órgãos de saúde internacionais e nacionais. Orientam também que as escolas devem seguir as determinações tanto das unidades da federação quanto dos municípios em que estão instaladas.

As unidades devem realizar mapeamento entre os pais dos estudantes para saber quais alunos poderão retornar às salas de aula. Além disso, orientações deverão estar presentes em todos os ambientes contendo informações sobre quantidade máxima de pessoas permitidas, lista de sintomas da covid-19 e medidas de profilaxia.

A orientação é de que o uso de máscara será obrigatório dentro dos 526 centros de educação. O protocolo também determina que funcionários e alunos tenham a temperatura aferida sempre que entrarem no ambiente escolar.

O retorno dos alunos também não poderá ocorrer por completo. A presença das turmas em sala deverá ser parcelada. Assim, parte deve permanecer em casa enquanto outra está na escola, com uma inversão periódica dos grupos.

No DF

As aulas nas escolas do Distrito Federal foram suspensas em 14 de março após publicação de decreto do governado Ibaneis Rocha (MDB-DF). Desde então, atividades presenciais das escolas do Sistema Fibra, Sesi e Senai, seguem fechadas em decorrência do avanço da pandemia do novo coronavírus.

O ensino Ead nas escolas Sesi teve início em 6 de abril e não tem data para acabar. Com isso, alunos das unidades do Gama, Sobradinho e Taguatinga seguem no regime de ensino não-presencial.

Por meio de assessoria, a rede Sesi do DF informa que já tem um protocolo para uma retomada parcial. Após pesquisa realizada com pais de alunos, decidiu-se por um retorno somente com atividades de reforço escolar às aulas on-line. A complementação ocorreria em turno contrário, mas as unidades do DF aguardam estabilidade no entendimento da justiça sobre a retomada em escolas particulares para colocar em prática.


Unidades da escola Sesi no DF

Gama: Área Especial 1/8 Setor Central

Sobradinho: Quadra 13 Área Especial Nº 03 Lotes A/F

Taguatinga: SQNF 24 Área Especial - Taguatinga Norte

 

*Estagiário sob supervisão da editora Ana Sá

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação