Protestos

No ES, alunos protestam em apoio à professora hostilizada por vereador

O ato aconteceu em Vitória, onde estudantes se reuniram na porta de uma escola para defender a professora Rafaella Machado, que passou uma atividade com tema LGBTQIA+

EuEstudante
postado em 22/06/2021 16:11
 (crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
(crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

Na noite desta segunda-feira (21), um grupo, composto em sua maioria por estudantes, organizou protestos contrários à censura e à LGBTfobia na porta da Escola Estadual Renato Pacheco, localizada no bairro Jardim Camburi em Vitória, capital do estado do Espírito Santo.

O evento ocorreu após o vereador Gilvan da Federal (PATRIOTA) encaminhar um áudio para a mãe de um aluno do colégio, dizendo que iria “aguardar na saída” e “deixar acuada” a professora de inglês Rafaella Machado, que havia realizado uma atividade com os seus alunos com temas relacionados à celebração do Mês do Orgulho LGBT, celebrado neste mês de junho.

A lição, fornecida aos estudantes do 1º ano do ensino médio, pretendia ensinar sobre o significado do termo LGBTQIA+ e a importância da comemoração do Mês do Orgulho LGBT usando textos retirados da Livraria do Congresso Americano (Library of Congress - LOC).

Segundo o portal de notícias capixaba A Gazeta, o vereador Gilvan chegou a adentrar na escola na última sexta-feira (18) a fim de intimidar a professora, onde disse que a atividade era “um absurdo” e que “tomaria as medidas cabíveis” contra a docente.

Durante o final da mobilização feita pelos estudantes, a professora Rafaella Machado, alvo das denúncias feitas pelo parlamentar, se juntou aos manifestantes na porta da instituição e foi recebida com flores e aplausos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação