CNE pode estender ensino remoto até 31 de dezembro de 2021

Em reunião pública, o Conselho Nacional de Educação deve definir, nesta terça-feira (6/10), novas diretrizes para a educação no país. Resolução a ser votada prevê reorganização do calendário escolar

Eu
Estudante
postado em 06/10/2020 12:35 / atualizado em 06/10/2020 12:46
Ensino remoto pode continuar até dezembro de 2021 -  (crédito:  Kelly Sikkema / Unsplash)
Ensino remoto pode continuar até dezembro de 2021 - (crédito: Kelly Sikkema / Unsplash)

O Conselho Nacional de Educação (CNE) se reunirá nesta terça-feira (6/10), a partir das 15h, para votação de novas diretrizes para educação brasileira em tempos de pandemia. Um dos pontos da pauta a ser discutido é a liberação do ensino remoto nas escolas públicas e particulares do país até 31 de dezembro de 2021.

Entre as propostas que devem ser votadas, o CNE deve definir questões relacionadas a recursos tecnológicos que podem ajudar na aprendizagem e a cobrança de frequência dos estudantes, reprovações, entre outros. A resolução em pauta é de autoria conselheira Maria Helena Guimarães de Castro, candidata a presidência da pasta. 

A audiência é pública, mas o acesso deve ser solicitado pelo e-mail: cnese@mec.gov.br. 

 

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação