Imunização

Sinepe-DF defende que profissionais da rede particular sejam vacinados

A cobrança foi feita após o anúncio de que 50 mil profissionais da rede pública de ensino devem ser vacinados contra a covid-9

EuEstudante
postado em 26/03/2021 19:40 / atualizado em 26/03/2021 19:43
 (crédito: Ed Alves / CB)
(crédito: Ed Alves / CB)

Em vídeo, a presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe/DF), Ana Elisa Dumont, reforça que professores da rede particular são prioridade na vacinação. “Ao reconhecer a Educação como essencial, acreditamos que os profissionais da área educacional, tanto da rede privada como pública, estão no grupo prioritário", argumenta.


O pronunciamento foi publicado nesta sexta-feira (26) após divulgação de novo calendário de vacinação. De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), professores da rede pública são o próximo grupo a vacinar.


Ana Elisa Dumont ainda destacou fala do governador Ibaneis, que considerou o retorno presencial necessário para cuidar da saúde mental dos estudantes. “Acreditamos que a preocupação é tanto com os estudantes da escola privada quanto estudantes da educação pública”, destaca a presidente do Sinepe-DF.

 


De acordo com a presidente, o sindicato tem colaborado com a Secretaria de Saúde do DF no mapeamento da quantidade de professores atuantes na rede privada. Os dois levantamentos feitos indicam que há 23.126 profissionais da educação na rede privada.


“O número, porém, pode ser ainda maior, pois 282 escolas não filiadas não informaram a quantidade de empregados. O DF tem aproximadamente 570 colégios particulares, dos quais 180 são filiados ao Sinepe-DF”, ressalta o Sindicato.


A Secretaria de Educação (SEE-DF) estima que há pelo menos 50 mil profissionais da rede pública a serem vacinados. Ainda não há data definida para o início da vacinação dos professores. Segundo a Secretaria de Saúde, quando o governo do DF “receber um quantitativo maior de doses de vacina, vai estabelecer o início da vacinação para esse grupo”.


Em nota publicada na quinta-feira (25), dia que Ibaneis anunciou garantia de vacinação para os profissionais da educação, o Sinepe afirmou que os profissionais estão “esperançosos pela vacina e perseverantes no papel que as escolas desempenham na vida dos alunos”.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação