Curso de roteiro

Embaixada dos EUA e Comissão Fulbright abrem curso para roteiristas

Interessados têm até 20 de dezembro para se candidatar a uma das 12 bolsas que serão oferecidas. O curso terá duração de quatro meses

EuEstudante
postado em 19/11/2020 19:29
O Fulbright Brazil New Voices é a primeira iniciativa lançada em comemoração aos 75 anos do programa Fulbright no mundo -  (crédito: Denise Jans/Unsplash)
O Fulbright Brazil New Voices é a primeira iniciativa lançada em comemoração aos 75 anos do programa Fulbright no mundo - (crédito: Denise Jans/Unsplash)

A Embaixada e os Consulados dos Estados Unidos e a Comissão Fulbright no Brasil estão lançando o curso Fulbright para roteiristas estreantes: Fulbright Brazil New Voices. O programa selecionará até 12 bolsistas para participarem do curso de formação e capacitação. Interessados têm até 20 de dezembro para enviarem suas candidaturas, pelo site da Comissão Fulbright no Brasil.


O Fulbright Brazil New Voices será ministrado em português e terá duração de quatro meses, seguindo o formato de “sala de roteiro”, denominação dada ao formato americano de workshop. O curso 100% virtual contará com dois encontros semanais com três horas de duração, todos no período noturno.


Além das aulas em grupo, cada participante poderá agendar uma videochamada particular de até 30 minutos com os instrutores, para tirar dúvidas e discutir ideias. Além disso, haverá aulas especiais mensais com convidados e especialistas da indústria cinematográfica, que expandirão o material apresentado no decorrer do curso.


O curso será ministrado e coordenado pelos ex-bolsistas do programa Masters in Fine Arts em Roteiro de Cinema. O programa é oferecido anualmente pela Comissão Fulbright e co-financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação.


Clarissa tem mais de 10 anos de experiência na indústria cinematográfica e realizou seus estudos na Universidade do Sul da Califórnia. Daniel concluiu seus estudos em roteiro de cinema em 2017 na universidade Northwestern e atualmente trabalha para a produtora Urca Filmes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação