ENEM

Projeto busca preparar alunos da rede pública do DF para o Enem

Público-alvo são estudantes do terceiro ano do ensino médio e alunos do Educação de Jovens e Adultos matriculados em instituições do governo

EuEstudante
postado em 24/08/2020 20:43 / atualizado em 26/08/2020 16:55
Projeto tem a iniciativa de produzir material didático on-line e impresso para estudantes do ensino médio e do EJA da rede pública que prestarão o Enem -  (foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)
Projeto tem a iniciativa de produzir material didático on-line e impresso para estudantes do ensino médio e do EJA da rede pública que prestarão o Enem - (foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)

O Grupo de Pesquisa em Análise e Produção de Materiais Didáticos Multimodais para o Ensino de Línguas criou o projeto Enem para Tod@s. A iniciativa visa amenizar as dificuldades dos estudantes da rede pública inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio 2020. O projeto é formado por professores, graduandos e pesquisadores do Departamento de Letras da Universidade de Brasília (UnB).


Em decorrência da pandemia do coronavírus, demandas diferentes surgiram, como o “novo normal” para a educação, aulas remotas e dificuldade de acesso por parte de várias famílias. A realidade social no Brasil mostra que muitas casas dependem do ensino público para terem acesso à educação e ainda há falta de condições para o acesso digital aos conteúdos requeridos pelas aulas remotas. Como o exame é a porta de acesso ao ensino superior no Brasil, o projeto Enem para Tod@s buscou acessibilidade e adaptação a esse cenário com a oferta de conteúdos físicos a estudantes.


Para atender à demanda, o projeto se propôs a produzir material didático na área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, especificamente: português (gramática, literatura e redação), espanhol e inglês. Os materiais são em formato on-line e impresso com temáticas direcionadas para o Enem.

 

De acordo com a coordenadora geral do projeto, professora Janaína de Aquino Ferraz, 43 anos, a ideia é que o projeto seja permanente para ajudar os estudantes e seja renovado a cada ano "como forma de aliar pesquisa, ensino e extensão, bases da UnB". Os materiais estarão disponíveis a partir de 7 de setembro no site Repositório Discursivo Multimodal. Já em relação ao material impresso, ele será distribuído para as escolas públicas assim que o projeto conseguir apoio financeiro para a produção.

Acessibilidade


O projeto foca em acessibilidade, e em um primeiro momento, visa alcançar todo o público-alvo. O segundo passo é colocar em prática uma proposta ainda mais inclusiva e integralista para que surdos e neurodiversos também tenham acesso aos materiais.


Além disso, o grupo entende que fazer pesquisa só faz sentido quando contempla a sociedade nas demandas mais urgentes. Educação para todos deve ser priorizada, e isso é o que o projeto Enem para Tod@s pretende colocar em prática. Para saber mais informações ou receber conteúdos é só conferir as redes sociais do projeto: @enemparatodxs.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação