Preparação

Professores dão dicas para o Enem em live do Correio na quinta, às 17h

Faltando poucos dias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Correio, em parceria com o Centro Educacional Sigma, esclarece dúvidas de estudantes a partir das 17h, em encontro on-line

Cibele Moreira
postado em 13/01/2021 17:05 / atualizado em 13/01/2021 17:07
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Na contagem regressiva para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), professores de disciplinas de humanas, exatas e redação dão dicas aos estudantes que vão realizar a prova no próximo domingo. O encontro on-line ocorre nesta quinta-feira (14/1), às 17h, neste link e nas redes sociais do Correio. A iniciativa faz parte de uma série de ações em parceria com o Centro Educacional Sigma.

Para a live de preparação, estarão presentes a professora de química e coordenadora do curso Avante, Juliana Gaspar, o professor de redação e diretor da unidade de Águas Claras, Eli Guimarães, e o professor de geografia Robson Lucas Caetano. De acordo com Robson, a live será uma oportunidade para “as aparas finais” antes da prova. 

“Falaremos sobre tópicos importantes de cada disciplina, das questões mais comuns no Enem, de como ler e interpretar as perguntas da melhor forma possível, além de dar dicas de como equacionar o tempo da prova, principalmente no primeiro dia que tem a redação”, enumera o docente. “Não será um momento de aulão, a meta é ser o mais racional e objetivo possível. Este será um momento para tirar as dúvidas", destaca Robson.

 

Por dentro da redação

O professor de redação Eli Guimarães destacará os principais temas que podem cair na prova, além de propor estratégias de como construir uma boa argumentação na redação. Questionado sobre as possibilidades de a redação ser relacionada com a pandemia, Eli acredita que as chances são pequenas.

Eli Guimarães, professor de redação, dá pistas de temas prováveis de serem cobrados na dissertação do Enem
Eli Guimarães, professor de redação, dá pistas de temas prováveis de serem cobrados na dissertação do Enem (foto: Aline Rocha/Esp. CB/D.A Press)

“É algo muito óbvio. Se analisarmos historicamente, os temas não estão relacionados com questões previsíveis. Acredito que será algum assunto diferente”, pontua o docente. De acordo com ele, uma boa aposta seriam temas ligados à saúde e ao saneamento básico. “Não dá para afirmar um tema certo, temos perspectivas do que pode ou não ser pedido no Enem”, ressalta Eli.

 

Tire suas dúvidas sobre química

A professora Juliana Gaspar afirma que será um bate-papo descontraído com os estudantes e candidatos inscritos no exame. Além das dicas sobre como fazer a prova, o encontro também abordará sobre como se portar na hora da prova em relação ao cenário pandêmico. “Vamos destacar a segurança sanitária na hora da prova, como o distanciamento, o uso de máscara — ir com uma quantidade suficiente para fazer a troca —, ir o mais confortável possível, entre outros pontos”, conta Juliana.

A professora de química do Sigma Juliana Gaspar
A professora de química do Sigma Juliana Gaspar (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)

Professora de química, Juliana Gaspar destaca que, na disciplina em que ela atua, os temas que mais caem no Enem são de química ambiental, equilíbrio químico e propriedade compostas. Para saber a lista completa, ela convida todos a assistir a live de quinta (14/1).

 

Sobre o Enem

Depois de adiamentos e debates sobre a realização do Enem durante a pandemia, a prova impressa está mantida para os próximos dois domingos. No primeiro dia do Enem, no domingo (17/1), serão aplicadas 45 questões objetivas de linguagens e códigos e 45 de ciências humanas e a redação. No segundo dia do exame, em 24 de janeiro, a prova contará com 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.

Esta é a primeira vez que a avaliação terá dois formatos diferentes, presencial e virtual. Para quem optou pelo modelo digital, as provas serão aplicadas em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Nessa versão, os participantes responderão às questões pelo computador. No momento do teste, os candidatos só terão acesso à prova, sem permissão para entrar em outros programas instalados na máquina ou na internet.

 

Medidas de segurança sanitária

As medidas de proteção contra o novo coronavírus devem se manter durante todo o período de aplicação do exame impresso. Caso o candidato não siga as recomendações, poderá ser eliminado da avaliação.

O uso de máscara é obrigatório e o equipamento de proteção deverá cobrir totalmente o nariz e a boca, e só será permitida a retirada dele para se alimentar e beber água. Todas as salas terão apenas metade da capacidade preenchida e contarão com álcool em gel disponível. No entanto, os candidatos também podem levar o próprio produto em recipientes transparentes.

Para os inscritos que estão no grupo de risco para a covid-19, será disponibilizada uma sala com um número pequeno de participantes. E por questões de segurança e respaldo a todos, os candidatos que testarem positivos para o novo coronavírus poderão fazer a prova em outra data. Para isso, é necessário informar ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) sobre o diagnóstico até um dia antes da prova. Caso o diagnóstico ocorra no dia do exame, é necessário ligar no número 0800 61-61-61.

Não perca a live do Correio e do Sigma

Live com professores de humanas, exatas e redação do Sigma

Quando: quinta-feira (14/1), às 17h

Acesse pelo site e pelas redes sociais do Correio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação