Revalida

Prova teórica do Revalida será aplicada em 6 de dezembro

O Inep divulgará por meio de editais o cronograma completo de aplicação

EuEstudante
postado em 02/09/2020 17:33 / atualizado em 02/09/2020 17:35
Prova teórica do revalida será aplicada em 6 de dezembro -  (foto: Hush Naidoo/ Unsplash)
Prova teórica do revalida será aplicada em 6 de dezembro - (foto: Hush Naidoo/ Unsplash)

O ministro da educação, Milton Ribeiro, anunciou que a prova teórica do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) será aplicada em 6 de dezembro. O cronograma completo será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

O Exame tem o objetivo de verificar a aquisição de conhecimentos, habilidades e competências requeridas para o exercício profissional da medicina no Brasil. O Revalida foi adiado em decorrência da pandemia, a primeira fase seria realizada em outubro. As medidas de prevenção contra o coronavírus fizeram que a prova de revalidação de diplomas médicos fosse postergada, o mesmo aconteceu com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

A prova teórica do Revalida está sendo desenvolvida pela Comissão Assessora de Avaliação da Formação Médica (CAAFM). Os dez membros irão elaborar a diretriz e a matriz do exame que orientam a construção dos itens. A primeira etapa do Revalida é uma prova teórica, dividida em duas partes aplicadas no mesmo dia. Durante o período da manhã os candidatos devem resolver 100 itens objetivos. Na parte da tarde são 5 questões discursivas a serem respondidas.

 

A avaliação prática poderá ser feita somente pelos participantes aprovados no teste teórico. Os candidatos precisam realizar dez diagnósticos partindo das queixas de atores com diversos sintomas simulados. Quem reprovar na segunda fase pode se reinscrever nas próximas duas edições consecutivas do exame sem ser necessário realizar novamente a parte teórica.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação