Pós-graduação

Capes divulga lista de estudantes que estudarão fora do Brasil

Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE) é a principal oportunidade para interessados nessa formação que não podem morar fora por mais de dois anos

EuEstudante
postado em 30/04/2021 16:11 / atualizado em 30/04/2021 16:12
 (crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)
(crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) homologou as inscrições do Edital nº 19/2020, do Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE), e divulgou a lista de alunos selecionados.

Ao todo, 650 estudantes de pós-graduação terão a chance de complementar a formação de doutorado no exterior com bolsa da Capes a partir de setembro. Confira a lista completa abaixo ou clique neste link.

O PDSE possibilita a qualificação internacional dos alunos de doutorado e contribui para a internacionalização dos programas de pós-graduação (PPGs). Participam do programa todas as instituições com PPGs que tenham nota igual ou superior a 4, exceto aqueles que integram o Programa Institucional de Internacionalização (PrInt).

Cláudia Queda de Toledo, presidente da Capes, explica que a internacionalização é um dos indicadores de avaliação de excelência da pós-graduação. O Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior é uma oportunidade de estudar fora do Brasil para pessoas que não podem passar mais de dois anos no exterior. 

Como funciona  o doutorado-sanduíche

O programa permite que alunos matriculados em cursos de doutorado no Brasil façam parte dos estudos em instituição no exterior. Após a conclusão da bolsa, que dura entre quatro e seis meses, eles devem retornar ao país para a defesa da tese.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação