Sistema prisional

Mais de 2 mil presos do DF serão liberados para saidão nessa sexta

O benefício atende presos que cumprem o regime semiaberto. Conforme estabelecido pela Justiça, os custodiados deverão se apresentar nas respectivas unidades prisionais até terça-feira (17/8)

Darcianne Diogo
postado em 12/08/2021 22:10 / atualizado em 12/08/2021 22:18
Mais de 2 mil presos da Papuda e do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) serão liberados para o saidão -  (crédito: Divulgação / Seape)
Mais de 2 mil presos da Papuda e do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) serão liberados para o saidão - (crédito: Divulgação / Seape)

A Justiça do Distrito Federal irá liberar, nessa sexta-feira (13/8), mais de 2 mil presos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) e do Complexo Penitenciário da Papuda para o quinto saidão do ano. O benefício é concedido pela Vara de Execuções Penais (VEP) e segue um calendário.

O benefício atende presos que cumprem o regime semiaberto. Serão liberados, ao todo, 2.171 detentos, dos quais 1.066 são do CPP, 1.029 do Centro de Internamento e Reeducação (CIR), 70 da Penitenciária Feminina, cinco da Penitenciária do Distrito Federal 1 (PDF 1) e um do Centro de Detenção Provisória 1 (CDP 1).

Conforme estabelecido pela Justiça, os custodiados deverão se apresentar nas respectivas unidades prisionais até terça-feira (17/8), estando sujeitos às penas, nos casos de descumprimento. Como de costume, os detentos da Papuda desembarcarão no período da manhã na Rodoviária do Plano Piloto, sob o monitoramento dos policiais penais da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape-DF).

Com objetivo de manter o controle do fluxo dessas saídas, policiais penais da Seape-DF desencadearam uma operação para a liberação dos internos beneficiados. Eles serão mantidos sob vigilância por controle diário de fiscalização residencial, a fim de manter a ordem, segurança e cumprimento à legislação de execução penal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE